12/07/20
27º/15ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Cuidados especiais

Muito calor? Saiba como cuidar dos pets em dias quentes

Dias quentes são uma delícia para passear e fazer atividades ao ar livre. No entanto, quando a temperatura sobe demais, vem aquela vontade de fazer nada e até um mal-estar. Com os animais não é diferente. Eles também sofrem com o calorão e precisam de cuidados especiais.

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Hidratação é fundamental. Se o bichinho é do tipo que bebe pouca água normalmente, vale incentivar e oferecer a ele com frequência. Além disso, a rotina – sua e do pet – pode precisar ser alterada, pelo bem da saúde. Já ouviu aquela pergunta: você andaria descalço no asfalto quente? Então por que seu cachorro pode andar?

Isso é assunto sério. Mudar o horário do passeio ou optar por caminhos com mais sombra pode evitar dor e ferimento no animal.

O solo quente pode queimar os coxins – as almofadinhas das patas –, o que pode levar à infecção.

Pulgas, carrapatos e mosquitos também podem ser problemas no calor. Há produtos preventivos e repelentes, que devem ser usados com orientação do veterinário. Apenas o profissional saberá avaliar o medicamento e a quantidade indicada conforme as condições físicas e o porte do animal.

E, se você viajar na companhia do amigo peludo, lembre-se de que há regras a serem seguidas no transporte – o animal deve ir no banco traseiro, em cadeirinha específica – e cuidados com o destino. À praia, por exemplo, os bichos podem ir desde que sejam aceitos no local. Entretanto, é preciso ter atenção, já que a praia pode ser uma fonte de problemas dermatológicos.

Outra dica é ficar de olho nos animais quando eles estiverem nadando. Embora seja natural os bichinhos baterem as patinhas na água e algumas raças terem mais habilidade para a natação, há animais que precisam de ajuda e outros que correm riscos se não forem observados por seus tutores.

Por esses e outros motivos, é preciso ter muito cuidado no verão e hidratar os bichinhos, até porque, em dias quentes, os animais podem ter uma hipertermia – a temperatura corporal aumenta, podendo causar até mesmo a morte.

Hidratação - Ofereça líquidos e deixe o animal em lugares frescos e com sombra; cães não transpiram através da pele.

Sem exercícios no sol! - Passeios devem ser feitos antes das 9h ou quando a incidência do sol for menor; não leve o animal para correr, pois pode haver hipertermia (aumento da temperatura corporal), o que pode levar à morte.

Filtro solar - A pele dos pets sofre com a ação dos raios solares e deve ser protegida; os bichos podem sofrer queimaduras nas almofadinhas das patas; consulte o veterinário.

Alimentação - O alimento estraga mais rápido no calor; ingerir comida imprópria pode causar diarreia e vômito no animal; ofereça ração em horários regulares e retire o que não for consumido.

Focinho curto - Algumas raças, como pugs e buldogues, têm maior predisposição a dificuldade respiratória; seja cauteloso com exercícios físicos e não force o ritmo do animal.

Pulgas e carrapatos - O calor é propício para a proliferação de pulgas, carrapatos e moscas, que causam doenças; há produtos veterinários para proteger o pet, que devem ser aplicados sob orientação do veterinário.
Lívia Marra - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Veja o vídeo!
Gato com olhar intimidador afasta ladrões de melancia
10 JUL 2020 às 11h12
Cuide do seu bichinho!
Seu cachorro parece triste? Descubra quais são as possíveis causas
10 JUL 2020 às 10h10
Veja a história
Final feliz: família de Cambé encontra cachorros desaparecidos
09 JUL 2020 às 11h04
Dicas importantes
Seu cachorro late muito? Veja como deixá-lo mais calmo
09 JUL 2020 às 09h52
Muito fofas!
Cachorra faz bebê parar de chorar e viraliza na internet; assista ao vídeo!
08 JUL 2020 às 11h27
É incrível!
Você sabe como as tartarugas se comunicam? Ouça o som
08 JUL 2020 às 09h40
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados