28/10/20
PUBLICIDADE
Dia Mundial do Sono

Boa noite de sono pode prevenir distúrbios e aumentar qualidade de vida

Sentindo-se menos alerta hoje? Buscando aquele copo extra de café para ficar acordado? Seus hábitos de saúde podem estar contribuindo para um sono insuficiente e de má qualidade, o que pode levar a outros problemas de saúde.

Na próxima sexta-feira, 14 de março, será comemorado o Dia Mundial do Sono. Este evento anual é uma celebração do sono e um convite para discussão sobre assuntos importantes relacionados.


A campanha, encabeçada pela Academia Brasileira de Neurologia, leva o tema: "Sono Restaurador, boa respiração, corpo saudável", uma mensagem que ressalta os fatores de risco para a síndrome da apneia obstrutiva do sono que podem ser prevenidos.

Sono restaurador

Um sono bom e restaurador deve ser contínuo e ininterrupto, profundo e com duração adequada. Se você consegue ter todas essas características, você deve sentir-se descansado e alerta durante todo o dia.

Se estiver faltando um ou mais desses elementos, a sua concentração, produtividade, atenção e alerta irão sofrer. Você pode apresentar sonolência diurna, e esse sintoma pode ser perigoso e levar a acidentes automobilísticos, por exemplo.

Boa respiração

Pessoas com a síndrome da apneia obstrutiva do sono também não conseguem ter um sono de qualidade, uma vez que a via aérea não está suficientemente aberta.

"Quando a respiração durante o sono é um esforço, a qualidade do sono é reduzida", diz Antonio Culebras, médico, professor de neurologia da SUNY, Upstate Medical University em Syracuse, Nova York e co-presidente do Comitê do Dia Mundial do Sono.

Um dos fatores de risco mais importantes para a síndrome da apneia obstrutiva do sono é estar acima do peso. O acúmulo extra de gordura nas vias aéreas superiores pode reduzir a abertura da garganta, enquanto um abdômen grande pode interferir no funcionamento do diafragma. Estudos recentes têm mostrado que a perda de peso, por si só, pode reduzir a apneia do sono.

Outro fator de risco para o distúrbio inclui o tabagismo, que pode piorar a obstrução nas vias aéreas superiores. Parar de fumar pode reduzir a apneia e prevenir as complicações da sonolência diurna. Em crianças, o aumento das amígdalas pode promover a disfunção e sua remoção pode ser o tratamento.

Corpo saudável

Tornar-se saudável não apenas leva a um sono melhor – o mesmo princípio funciona inversamente. Um sono melhor leva a uma saúde melhor.

Estar alerta e descansado pode fazer você se sentir mais motivado para se exercitar regularmente e comer de forma saudável, enquanto a falta de sono pode deixar você se sentindo sonolento e cansado demais para se mover. Além disso, estudos têm demonstrado que a falta de sono por apenas alguns dias perturba os níveis hormonais e metabólicos, resultando em aumento do apetite e ingestão de calorias.
Redação Bonde com assessoria de imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Boletim diário

Londrina registra mais três óbitos por Covid-19 e 52 casos

27 OUT 2020 às 17h53
Síndrome do Túnel do Carpo

Conheça a doença que levou Ana Maria Braga à sala de cirurgia

27 OUT 2020 às 17h41
Boletim diário

Paraná tem 23 mortes e 1.280 novos casos de Covid-19

27 OUT 2020 às 17h27
Boletim da pandemia

Maringá registra novos 121 casos da Covid-19 nesta terça-feira

27 OUT 2020 às 16h21
Mais rapidez

Certificação Digital aumenta segurança e eficiência em processos na área da saúde

27 OUT 2020 às 15h39
Automedicação preocupa

Artrite reumatoide: apenas 47% dos pacientes procuram ajuda médica

27 OUT 2020 às 09h30
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados