21/11/19
34º/21ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Ajudinha para as mulheres

Conheça cinco alimentos para enfrentar melhor a TPM

É fato: a TPM (Tensão Pré-Menstrual) está no calendário. Não tem jeito, já que a TPM faz parte do ciclo natural do corpo da mulher. Com ela, chegam sintomas como ataques de nervos, inchaço, cólicas, dores de cabeça, irritabilidade e choro fácil. E tudo vai embora com a chegada da menstruação. Mas é preciso saber que existem formas de encarar melhor esse processo.

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Uma boa alimentação é importante. Entre as dicas, estão o consumo de comidas leves, além da ingestão de muita água e chás. Segundo Márcia Gaspar Nunes, doutora do Departamento de Ginecologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), é bem comum a indicação de alimentos como oleaginosas (feijão, lentilhas, ervilhas), cacau, banana, aveia e peixes de mar profundo. E os efeitos no organismo da mulher têm base científica.

"A síndrome da TPM traz um monte de sintomas misturados. São mais de 150 descritos e é muito comum sentir esses efeitos da menstruação. A alimentação pode ajudar para quadros moderados, que chegam a atingir 40% de mulheres, mas um grupo bem pequeno tem a forma grave e é preciso buscar tratamento", ressalta a profissional.

A sugestão de mudança na dieta vai ajudar as mulheres por conta das mudanças hormonais características do período menstrual. A regulação dos neurotransmissores no cérebro é afetada e alimentos ricos em determinadas vitaminas e minerais pode colaborar para estabilizar as membranas neuronais e criar neurotransmissores.

O triptofano tem um papel importante na transformação serotonina e os alimentos ricos na substância têm um ótimo desempenho colaborando para melhorar o humor. Entre eles, estão oleaginosos (feijão, ervilhas, amendoim e lentilhas), aves, nozes e sementes e peixes (atum, linguado, salmão, sardinha e bacalhau).

A banana também é importante, pois é rica na vitamina B6, que é parte da produção da serotonina. A fruta ainda tem alguns outros micronutrientes que podem ajudar durante o período. Um exemplo é o magnésio, que atua na estabilização da membrana cerebral e auxilia na produção de insulina pelo pâncreas.

O cálcio também é importante, já que contribui com a contração muscular, na transmissão impulso nervoso e no acúmulo de energia dentro da célula. Duas fontes do recurso são as verduras (as mais verdes, como couve e brócolis) e laticínios. Mais um item que ajuda no combate aos sintomas da TPM é o Ômega 3.

Segundo a especialista, a substância, encontrada em peixes do mar profundo, como sardinha, atum e bacalhau, colaboram com a plasticidade cerebral e acabam tendo um efeito positivo em todo o contexto. Além dos alimentos que ajudam, também é importante que as mulheres estejam atentas a hábitos que atrapalham.

A vontade maior que o costume para o consumo de doces deve ser evitada. "Em vez de, no lanche, ir à padaria comer um quindim, é melhor fazer um lanche rápido com castanha do Pará, por exemplo, que é rica triptofano e vai ajudar a combater os transtornos de humor causados pela TPM", aconselha.

Deixar de lado - Também é importante dar um tempo em bebidas que contenham cafeína (como café e energético) e até dar um tempo no álcool. Isso porque eles têm um efeito irritantes. Os alimentos ricos em sódio também não são uma boa, já que contribuem para o acúmulo de líquido pelo organismo, algo que já é potencializado pela TPM.

Assim, para as mulheres que têm a versão leve da síndrome, pequenas mudanças de estilo de vida e hábitos mais saudáveis podem ajudar, como fazer atividade física. A prática resulta na liberação de endorfina, que colabora na regulação do humor. Entretanto, é importante que sejam atividades agradáveis para a mulher e não uma obrigação pesarosa.
Saúde Brasil/Ministério da Saúde
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Desenvolvimento

Saiba o que são Dores de Crescimento em crianças

Atenção

Saúde confirma mortes de macacos por febre amarela

Veja mais e a capa do canal