14/05/21
PUBLICIDADE
Saiba mais

Câmara aprova projeto que pune com até cinco anos de prisão quem destruir vacina

Pixabay
Pixabay


A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (11) um projeto que inclui a destruição de vacinas entre as hipóteses de dano qualificado previstas no Código Penal, com pena de prisão de um a cinco anos e pagamento de multa.


O texto, de autoria dos deputados Mário Negromonte Jr (PP-BA) e Luizão Goulart (Republicanos-PR), foi aprovado em votação simbólica. Agora, vai ao Senado para ser avaliado.

O projeto insere um parágrafo dentro do item dano qualificado no artigo 163 do Código Penal, que dispõe sobre destruição, inutilização ou deterioração de coisa alheia.

O item prevê pena de reclusão, de um a cinco anos, e multa, se a coisa destruída, inutilizada ou deteriorada for vacina, insumo ou qualquer outro bem destinado ao enfrentamento de emergência de saúde pública.

Em seu relatório, o deputado Marco Bertaiolli (PSD-SP) afirmou ser inaceitável a destruição de vacina, insumo ou qualquer outro bem destinado à preservação da vida e da saúde da população.

Ele defendeu ainda que a punição não ficasse restrita aos casos envolvendo a pandemia de Covid-19, "sob pena de tornar ineficaz a regra que se pretende criar."

"Isso porque, passada a sua duração, não seria mais possível tratar com o mesmo rigor a conduta daqueles que perpetrassem o mesmo ato envolvendo o enfrentamento de outras hipóteses de emergência de saúde pública", indicou.
Danielle Brant e Thiago Resende - Folhapress
PUBLICIDADE
Continue lendo
Informe diário

Londrina registra 449 novos casos de Covid-19 no boletim desta sexta

14 MAI 2021 às 18h10
192 novos casos

Maringá registra mais três mortes por complicações da Covid-19 nesta sexta

14 MAI 2021 às 17h16
Confira o boletim!

Paraná ultrapassa 1 milhão de casos de Covid-19

14 MAI 2021 às 16h25
Cuide-se!

A máscara é necessária independente de vacinação, diz OMS

14 MAI 2021 às 15h21
Boletim diário

Rolândia registra mais uma morte por Covid-19

14 MAI 2021 às 12h30
Milhões de doses

Brasil teria evitado pelo menos 5.000 mortes com oferta inicial da Pfizer, diz pesquisador

14 MAI 2021 às 09h54
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados