Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Pesquisa

Londrina: preço do mesmo remédio pode variar até 284%

Redação Bonde
31 mar 2010 às 19:08
Continua depois da publicidade

O Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Londrina realizou, entre os dias 19 e 25 de março, uma pesquisa sobre os preços dos medicamentos mais utilizados em Londrina. Ao todo, foram pesquisados 56 tipos de remédios tradicionais e genéricos, com 62 apresentações (por exemplo, foram pesquisadas a amoxicilina 500mg em embalagens de 21 e 30 cápsulas, e amoxicilina 250mg). Nove farmácias foram alvo das pesquisas, nas regiões norte, sul, oeste e central.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Entre os medicamentos tradicionais, foi encontrada uma variação máxima de preços de 218,66%, ao comparar uma farmácia com outra. Já nos genéricos, a diferença máxima encontrada foi de 284,57%. A variação máxima de preços entre um medicamento tradicional e um genérico pode chegar a 465%, como é o caso da pílula do dia seguinte (medicamento Lervonogestrel), que pode custar R$ 22,57 na versão tradicional, mas na genérica, sai por R$ 3,58. Em média, a variação fica em 83,87%, ou seja, a compra de um medicamento genérico normalmente significa uma economia de quase 84% em relação ao remédio "de marca".

Continua depois da publicidade


Segundo o coordenador do Procon, Carlos Neves Júnior, a pesquisa de preços é inédita para medicamentos. "Foi uma demanda nossa aqui do Procon. Já que realizamos pesquisas de preço para vários outros produtos, pensamos em facilitar e trazer ao consumidor a informação para que eles possam verificar antes de comprar os remédios. Escolhemos os produtos que são os mais procurados na farmácia, justamente com a intenção de realizar este trabalho para o consumidor", afirmou.


Serviço

A pesquisa está disponível no endereço www.londrina.pr.gov.br/procon, na guia "Pesquisa de preços". Os preços de outros itens também podem ser conferidos pelo site, como cestas básicas, combustíveis e materiais escolares. Para atendimento, o telefone do Procon é o 151. O endereço é rua Mato Grosso, 299, e o horário de funcionamento vai das 9h às 17h, de segunda a sexta. (Com N.com)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade