04/06/20
22º/12ºLONDRINA
|
7 óbitos

Londrina registra as primeiras mortes por dengue em 2020

Por meio de entrevista coletiva virtual, concedida nesta quinta-feira (19), e transmitida ao vivo pela Prefeitura de Londrina, o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, divulgou um panorama atualizado a respeito da dengue na cidade, comentando também sobre o Coronavírus.

AEN-PR
AEN-PR


Apesar de a dengue estar progredindo mais lentamente em Londrina, com tendência de entrar em uma escala descendente, o município continua em alerta epidemiológico, e a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) informou a confirmação de sete óbitos por dengue em 2020.

"São casos que estavam sob investigação do Comitê de Mortalidade Institucional, grupo especializado responsável por fazer as análises técnicas nesse sentido. Quatro das vítimas são pessoas de idade avançada (96, 95, 81 e 69 anos) que apresentavam comorbidades associadas”, explicou o secretário Felippe Machado. Outros nove casos de óbito ainda estão sendo investigados no município, totalizando, assim, 16 registros dessa natureza.

O boletim referente à 12ª semana epidemiológica de dengue, em 2020, aponta que houve uma redução, em relação à semana anterior, de 63 para três notificações da doença, e de três para apenas um caso confirmado. Neste ano, até o momento foram registradas 15.664 notificações de suspeita de dengue ao todo, sendo 6.884 confirmações e 3.565 casos descartados. Em análise laboratorial, existem outros 5.215 casos.

Machado salientou que o período de circulação viral continua na cidade, mas em ritmo menor e com tendência de entrar em uma escala descendente a partir do próximo mês. "A redução dos casos e o efetivo combate ao Aedes aegypti só são possíveis por conta das ações de campo reiteradas da Prefeitura, que atua intensamente em todas as regiões, principalmente com os mutirões nos bairros, que vem sendo uma medida muito assertiva, integrando diversas secretarias e órgãos municipais. Além disso, mais servidores temporários reforçaram o quadro de agentes de endemias e a população vem colaborando para os resultados positivos dos trabalhos”, destacou.

Segundo o secretário, a partir de abril os índices de dengue devem reduzir ainda mais, devido à continuidade das estratégias do Município e às próprias condições climáticas que colaboram naturalmente para a redução da dengue. "A ideia é intensificar as ações preventivas e de combate em toda a cidade, com prioridade aos 400 pontos estratégicos que temos mapeados, implantando novas medidas e alterando outras, sempre que necessário. Isso fará com que a dengue fique em uma proporção de menor vulto, oferecendo menos riscos a nossa população”, apontou.

Sobre as penalidades aos responsáveis por imóveis com foco de dengue, implantadas recentemente pela Prefeitura, Machado disse que ainda não foram aplicadas multas, porém, as notificações estão surtindo efeito. "Estamos fazendo as devidas advertências, conforme o decreto, e os proprietários estão se adequando e tomando as precauções exigidas dentro do prazo. Continuaremos fiscalizando e tomando todas as providências e as multas serão aplicadas quando houver o descumprimento”, acrescentou.

Coronavírus

Em relação ao Coronavírus, o secretário ressaltou que o Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública, órgão criado para deliberar ações preventivas e de combate a esta doença, continua debatendo diariamente os assunto e tomando as medidas necessárias para evitar ao máximo o contágio e transmissão do Covid-19 na cidade.

"Temos uma equipe altamente especializada trabalhando neste comitê, formado por profissionais de várias frentes da área da Saúde. Na sexta-feira (20), devemos ter mais uma rodada de conversa e seguiremos atuando para garantir a segurança da população e fornecer informações corretas e transparentes, para que as pessoas não sejam confundidas e enganadas por notícias falsas propagadas. O prefeito Marcelo, como médico e liderança do poder público, faz questão de acompanhar cada passo de perto”, afirmou.

Além disso, foi mencionado durante a entrevista que o Procon-LD continuará promovendo fiscalizações para evitar que estabelecimentos pratiquem preço abusivo de produtos como álcool em gel, máscaras protetoras e luvas, em respeito aos direitos do consumidor.

A principal recomendação dos órgãos de saúde é que os cidadãos mantenham os cuidados preventivos de higiene, permanentemente, e evitem, ao máximo, circular em ambientes de grandes aglomerações de pessoas, principalmente aqueles fechados.

O Decreto Municipal nº 334, assinado nesta semana pelo prefeito Marcelo Belinati, reúne as medidas adotadas para prevenir o contágio comunitário do Coronavírus (COVID-19) e combater a dispersão ligeira entre a população. O documento também pode ser acessado pelo Jornal Oficial do Município (JOM) nº 4.022 (página 35).
Redação Bonde com N.Com
Conteúdo relacionado:
Fique atento!
Conheça alimentos que fortalecem a imunidade
Dados atualizados
Paraná confirma 930 casos de sarampo no Estado
Hospital Universitário
Estoque de leite humano pode ficar comprometido; doações podem ser feitas em casa
Continue lendo
Boletim da prefeitura
Londrina registra mais 40 casos de Covid-19 e número vai a 492
03/06/2020 18:44
Boletim da Sesa
Número de mortes pela Covid-19 no Paraná passa de 200; mais de 5,4 mil casos
03/06/2020 17:01
Coronavírus
Pacientes de Assaí e Rolândia morrem por Covid-19 no HU de Londrina
03/06/2020 16:20
Duas mulheres
Com mais duas mortes, Londrina atinge marca de 30 óbitos por Covid-19
03/06/2020 16:10
Entenda
Falhas em teste podem deixar até 6 mil mortes por Covid sem registro
03/06/2020 15:22
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados