Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Veja como agendar

Londrina segue com vacinação contra gripe até final de setembro

Redação Bonde com N.com
15 set 2021 às 14:47
Continua depois da publicidade

Londrinenses podem tomar a vacina contra a gripe até o final deste mês. As doses do imunizante estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com exceção das unidades respiratórias, que atendem exclusivamente os casos suspeitos de Covid-19, e nas unidades que vacinam apenas contra o coronavírus, e contempla pessoas acima de seis meses de idade. 

Continua depois da publicidade


Para ser imunizado, a população deve agendar a data e o horário da aplicação, apenas por telefone, diretamente na UBS. No dia, é necessário apresentar documento com foto e a carteira de vacinação, caso tenha. As crianças devem estar acompanhadas de seus pais ou responsáveis.


Até o momento, o município vacinou cerca de 70% do público-alvo, o que representa 220.746 doses aplicadas. O levantamento aponta que a maior parte das doses (84.209) foi aplicada na população em geral; seguida pelo grupo de idosos (71.970); crianças (27.809); trabalhadores da saúde (17.081); pessoas com comorbidades (8.882); professores (4.369); gestantes (3.392); população privada de liberdade (2.042); puérperas (366); profissionais das forças de segurança (335); trabalhadores do transporte (143); caminhoneiros (98); funcionários do sistema prisional (32); pessoas com deficiência (13); indígenas (4) e profissional das forças armadas (1).


Recomendações

Continua depois da publicidade


A vacina da gripe é contraindicada para pessoas com alergia ao ovo ou ao látex. Além disso, aqueles que positivaram para a Covid-19 devem esperar quatro semanas, do início dos sintomas ou da confirmação do diagnóstico, para serem vacinados contra a gripe.


Como a vacinação contra a gripe coincide com a imunização contra a Covid-19, a recomendação do Ministério da Saúde é que as pessoas tomem primeiro a vacina contra a Covid-19 e depois a vacina contra a gripe, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre as aplicações.

A vacina ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é a trivalente, que protege contra as três cepas do vírus que tiveram maior circulação recentemente e são da linhagem A H1N1 e H3N2 e B/Victoria. A aplicação é em dose única, exceto para as crianças que receberem a vacina pela primeira vez. Neste caso, os pais ou responsáveis também precisam agendar a segunda dose.

Continue lendo