Pesquisar

Canais

Serviços

- Geraldo Bubniak/AEN
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Veja onde vai ser

Londrina terá mutirão de vacinação contra gripe e sarampo neste sábado

Redação Bonde com N.Com
27 abr 2022 às 10:07
Continua depois da publicidade

Londrina terá um mutirão de vacinação contra o sarampo e a gripe neste sábado (30). Das 8h às 17h, vão estar abertas 20 UBS (Unidades Básicas de Saúde) de todas as regiões da área urbana para aplicação das doses (veja a lista abaixo). O atendimento será por livre demanda, portanto, não será preciso marcar horário com antecedência. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal no município, segundo a prefeitura.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


No dia da ação, é preciso levar um documento pessoal de identificação (RG ou, em caso de crianças, certidão de nascimento) e, se possível, a caderneta de vacinação. O atendimento será por ordem de chegada. Vale lembrar que a dose contra o sarampo pode ser aplicada no mesmo dia que da gripe, sem necessidade de intervalos.

Continua depois da publicidade


Se a pessoa tiver comorbidades ou doenças crônicas e for receber a dose contra gripe, mas não faz acompanhamento na rede municipal de saúde, deve ter em mãos um laudo médico atestando a doença ou a receita dos medicamentos de uso contínuo.


A campanha contra influenza teve início em 2 de abril. Desde então, até esta terça-feira (26), haviam sido aplicadas 42.629 doses em idosos e 4.136 nos profissionais e trabalhadores de saúde. Este último grupo foi imunizado com 405 doses da vacina contra o sarampo.


De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, Fernanda Fabrin, a finalidade da vacinação contra a influenza é prevenir o surgimento de complicações e óbitos, minimizar a carga viral da doença, além de reduzir sobrecarga sobre os serviços de saúde. “Já o intuito da vacinação contra o sarampo é interromper a circulação ativa do vírus do sarampo no país, minimizando a carga da doença, protegendo a população, além de reduzir a sobrecarga dos serviços de saúde em decorrência de mais esse agravo. Esta situação evidencia a necessidade de esforços para a interrupção da circulação viral e, assim, ser possível pleitear a recertificação como país livre do sarampo”, frisou.

Continua depois da publicidade


A imunização contra o sarampo é feita em todos os profissionais e trabalhadores de saúde, bem como a todas as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, inclusive nas que estão com o calendário vacinal em dia. A vacina utilizada é a tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba.


O objetivo da campanha contra o Sarampo é impedir novas ocorrências da doença viral, que é altamente contagiosa e pode levar a óbito. Depois de duas décadas sem nenhum caso do sarampo, em 2019 foram registrados 1.653 casos positivos e, em 2020, outros 428, em todo o Paraná. Este ano ainda não foram confirmados casos da doença no estado, assim como em 2021.


A campanha contra a gripe vai lançar a segunda etapa, ampliando os grupos prioritários, neste sábado (30). Além de idosos e trabalhadores e profissionais de saúde, que já estão sendo imunizados, as doses vão passar a ser aplicadas também em: crianças de 6 meses a menores de 5 anos; gestantes e puérperas; professores; pessoas com doenças crônicas e comorbidades; pessoas com deficiência permanente; profissionais das forças de segurança e salvamento; caminhoneiros; trabalhadores do transporte coletivo, rodoviário e de passageiros.


Nesta segunda etapa, a imunização contra a gripe também será estendida aos integrantes das Forças Armadas, funcionários do sistema prisional, pessoas em privação de liberdade, adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa.


O imunizante contra influenza é a vacina tetravalente, ou seja, protege contra os subtipos da Influenza A (H1N1 e H3N2) e um subtipo da Influenza B. De dezembro de 2021 a março de 2022, o estado do Paraná confirmou mais de 2 mil casos e 118 óbitos provocados pelo vírus.


A estimativa de população integrantes dos grupos prioritários para a vacinação contra gripe, em Londrina, é de 30.910 crianças de 6 meses a menores de cinco anos; 5.603 gestantes e puérperas; 102.577 idosos; 20.384 pessoas com morbidades e doenças crônicas; 9.847 professores; e 16.764 pessoas com deficiência permanente, entre outros.


No total, o público-alvo estimado no município é de 211.660 pessoas, e o objetivo é imunizar 90% dessa população para atingir a cobertura ideal contra o vírus influenza.


Veja as UBSs que estarão abertas para o mutirão de sábado (30): 

Região Leste:


Armindo Guazzi – Avenida São João, 4.321
Marabá – Rua das Goiabeiras, 385
Lindóia – Rua das Maritacas, 1.800


Região Sul:


Cafezal –  Rua Abraham Lincoln, 65
Itapoã – Rua Benedito José Theodoro, 258
União da Vitória – Rua Dezenove de Abril, 55
Eldorado – Rua Tertuliano, 800
Piza – Rua Veneza, 546


Região Oeste: 


Panissa – Rua Ginástica Olímpica, 195
Santiago – Rua Aracy Soares dos Santos, 100
Alvorada – Rua Poços de Caldas, 85
Santa Rita – Rua Ângelo Gaiotto, 150


Região Central:


Guanabara –  Rua Montevideo, 605
Centro – Rua Senador Souza Naves, 754
Vila Casoni –  Avenida Dez de Dezembro, 580


Região Norte:


Parigot de Souza –  Avenida Saul Elkind, 4.255
Padovani – Rua André Buck, 585
João Paz – Rua Francisco Marques de Oliveira, 800
Aquiles Stenghel – Rua Vergílio Perin, 815
Milton Gavetti – Avenida Humberto Puiguari Coutinho, 360

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade