Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Cuidado!

Luz do computador mancha a pele, diz estudo

Folha de Londrina
09 jun 2009 às 08:44
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um estudo publicado na revista científica Photochemistry and Photobiology e produzido pela Sociedade Americana de Fotobiologia nos Estados Unidos concluiu que a luz emitida de telas de computador pode causar manchas à pele humana.

O estudo afirma ainda que a luz artificial emitida por telas LCD e lâmpadas fluorescentes usadas em escritórios têm o poder de agredir a pele e causar pequenas manchas com o passar do tempo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A revista lembra que há um consenso científico em torno da agressividade dos raios UVA e UVB emitidos pelo sol, mas poucas análises sobre o feito da luz visível (termo técnico para definir a luz de monitores e lâmpadas) sobre a pele humana.

Leia mais:

Imagem de destaque
Até agosto

Anvisa libera venda excepcional de álcool 70% líquido devido às enchentes no Rio Grande do Sul

Imagem de destaque
29 mortes

Londrina: número de mortes por dengue nos cinco primeiros meses do ano é o mesmo de todo 2023

Imagem de destaque
Spikevax

Paraná recebe primeiro lote com 136.800 doses da vacina atualizada da Covid-19

Imagem de destaque
Efeito colateral

Rosto de Ozempic: saiba as principais causas e como tratar a flacidez facial


Segundo o estudo, a luz de monitores tem baixa agressividade, mas a exposição contínua das mãos, braço e rosto a luminosidade do computador tem consequências ruins para nossa pele.

A análise diz que ficar oito horas por dia na frente do computador equivale a tomar sol por 1 minuto e vinte segundos. Uma forma de bloquear os efeitos ruins da luz visível é o uso de protetores solares. O estudo adverte para o fato de que há poucos protetores no mercado que protegem também contra a luz visível. A maior parte deles tem fator de proteção apenas contra os raios solares.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade