Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Dentistas são condenados

Mulher fica com boca paralisada após erro odontológico

Redação Bonde com TJ-SP
17 jul 2014 às 09:50
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Dois cirurgiões-dentistas do interior de São Paulo terão de indenizar uma paciente devido a um erro médico que ocasionou a limitação permanente da abertura da boca. A decisão é da 3ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça.

Ela receberá R$ 34 mil por danos morais e mais de R$ 2 mil por danos materiais, valor equivalente ao que gastou na tentativa de correção do problema.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


De acordo com os autos, a extração do dente molar esquerdo da paciente foi mal realizada, e as intervenções posteriores intensificaram a lesão.

Leia mais:

Imagem de destaque
Alarmante

Em Londrina, mortes por dengue disparam 400% em um ano

Imagem de destaque
Impasse

Dois meses depois de publicação do edital, obra da UPA Sol em Londrina segue em aberto

Imagem de destaque
Alerta

11 de abril é Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença de Parkinson: entendendo e enfrentando os desafios

Imagem de destaque
1.256 mortes pela doença

Brasil tem mais de 3 milhões de casos de dengue desde janeiro de 2024


O relator Carlos Eduardo Donegá Morandini afirmou que os réus devem repor o valor despendido no tratamento para atenuar o prejuízo físico. "É patente o dano moral. A requerente ficou com o rosto paralisado, somente conseguia falar com os dentes serrados, emagreceu muito, pois só conseguia ingerir líquidos, suportando diversas sequelas físicas, que ocasionaram depressão e síndrome do pânico", explicou.

A sentença da Comarca de Santa Isabel foi reparada apenas para elevar os honorários do advogado da autora de 10% para 15% da condenação.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade