Pesquisar

Canais

Serviços

- iStock
Continua depois da publicidade
Dificuldades

Pesquisa revela que 40% das mulheres que tiveram câncer não voltam ao trabalho

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
21 out 2019 às 09:00
Continua depois da publicidade

Enfrentar e vencer um câncer de mama ou de útero não é nada fácil, mas quem pensa que as dificuldades acabam com o fim da doença, se engana. Após o sucesso no tratamento, as mulheres enfrentam outro desafio: o retorno à rotina e ao mercado de trabalho.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

No Brasil, uma nova pesquisa realizada no Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) revelou que a taxa de retorno ao trabalho de mulheres após dois anos do diagnóstico de câncer de mama é de 60%. Nos Estados Unidos e na Europa, chega a superar os 80%.


Para ajudar as mulheres a enfrentarem este drama, a Assespro-PR aproveita o Outubro Rosa para discutir o assunto sob a perspectiva do setor de Tecnologia da Informação.


A diretora adjunta da secretaria Mulher na Tecnologia, Ana Lucia Bittencourt Starepravo, participa de um debate durante o Furacão Rosa – campanha promovida pelo clube Atlético Paranaense em ocasião do Outubro Rosa – que tem como objetivo direcionar as mulheres que tiveram câncer para o caminho de retorno às suas ocupações e escolherem o mercado de TI por este apresentar um crescimento exponencial.


"Lidar com um tratamento como o de câncer não é fácil. Ao término, ficam muitas vezes sequelas físicas e emocionais e a falta de apoio da empresa também pode pesar na decisão de retomar às suas rotinas profissionais. Na palestra, abordaremos que o setor de TI pode ser uma ótima oportunidade para as mulheres retornarem ao mercado de trabalho por ser um mercado em expansão no país", conta Ana Lúcia.

Continua depois da publicidade


Um estudo feito pela Assespro-PR em parceria com o Departamento de Economia da UFPR (Universidade Federal do Paraná) apontou que o número de vagas de emprego no setor de TI cresceu 300% no Brasil em fevereiro de 2019, em comparação com o mesmo período do ano anterior. No Paraná, este mercado é ainda mais promissor para as mulheres: no período de 10 anos (2007 a 2017), a taxa de crescimento de mulheres empregadas em Serviços de TI (48%) superou em onze pontos percentuais a taxa do Total da Economia do Estado (37%).


O debate, intitulado "Educação, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo", acontece no dia 25 de Outubro, às 15h40, durante o workshop "Os quatro ventos do Furacão Rosa: Ciência, Tecnologia, Comunicação e Inovação": que reserva um dia inteiro de atividades voltadas às mulheres em remissão de câncer.

O evento será realizado na Arena da Baixada, com entrada aberta ao público e gratuita.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade