Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Anvisa

Pimentão lidera lista de maior índice de agrotóxico

Agência Estado
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O pimentão foi o alimento que apresentou o maior índice de agrotóxico entre os produtos analisados em 2008 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Mais de 64% das amostras analisadas apresentaram problemas. Depois dele, aparecem com maior índice de agrotóxicos o morango, a uva e a cenoura. Além de resíduos de agrotóxico acima do permitido, foi identificado também o uso não autorizado para determinadas culturas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Foram analisadas 1.773 amostras em 17 alimentos monitorados. São eles: alface, batata, morango, tomate, maçã, banana, limão, cenoura, laranja, abacaxi, arroz, cebola, feijão, manga, pimentão, repolho e uva. Nesses 15,29% apresentaram condições insatisfatórios de consumo.

Continua depois da publicidade


A cultura do tomate foi a que mais reduziu a quantidade de agrotóxico. Em 2007, 44,72% apresentaram resíduos de agrotóxico acima do permitido. Em 2008 caiu para 18,27%. O arroz e o feijão que pela primeira vez entraram na análise da Anvisa, tiveram índice de irregularidade de 3,68% e 2,92%, respectivamente. Juntamente com a banana, a manga, a batata, a cebola e a maçã foram os alimentos que apresentaram menor teor de agrotóxico.


Segundo a Anvisa o que chama a atenção é o uso de agrotóxicos não permitidos em todas as amostras. São ingredientes banidos em quase todo o mundo, como acefato, metamidofós e endossulfam. Eles foram encontrados nas culturas de abacaxi, alface, arroz, batata, cebola, cenoura, laranja, morango, pimentão, repolho, tomate e uva.

A Anvisa recomenda o consumo desses alimentos em locais de origem conhecida e lembra que o procedimento de lavagem e de retiradas das cascas e de folhas externas de verduras ajudam a reduzir os resíduos. A Anvisa tem acionado, também, responsáveis nas áreas de agricultura e do meio ambiente para orientar os produtores que estão excedendo no uso de agrotóxicos.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade