Pesquisar

Canais

Serviços

- Vitor Ogawa/Grupo FOLHA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Variante ômicron

Saúde prorroga custeio de leitos de UTI da Covid em todo o país

Mateus Vargas - Folhapress
24 jan 2022 às 09:55
Continua depois da publicidade

O Ministério da Saúde vai prorrogar por mais 30 dias o custeio de leitos de UTI adulto e pediátrico destinados ao tratamento da Covid-19.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade

Os conselhos de secretários de saúde de estados (Conass) e de municípios (Conasems), além do Fórum Nacional de Governadores, haviam pedido para o governo federal manter o pagamento, que se encerraria no próximo dia 31, por causa do aumento de internações recente.


Em nota, a Saúde disse que renovará o financiamento para manutenção de 14.254 leitos espalhados em todo o país.


"Vale informar, ainda, que o Ministério da Saúde segue monitorando a situação epidemiológica no país e caso seja necessário novas prorrogações a pasta irá avaliar", disse a pasta.

Continua depois da publicidade


O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que a decisão da Saúde é acertada.


"Importante decisão para um momento em que vários Estados e municípios tem muitas regiões de saúde, com elevado número de pacientes e não só para Covid, mas também outras doenças. Decisão acertada e agradecemos", declarou Dias, que coordena os debates sobre a resposta à pandemia no Fórum Nacional de Governadores.


A renovação do custeio dos leitos deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.


O avanço da variante ômicron fez aumentar os casos de síndrome respiratória grave, segundo a Fiocruz.


No domingo (23), o Brasil bateu, pelo 6º dia nesta semana, o recorde de média móvel de casos, que agora é de 148.212 infecções por dia, aumento de 309% em relação aos dados de duas semanas atrás. A média móvel de mortes também continua subindo e agora é de 292 óbitos por dia, aumento de 129%.


"Já temos 7 Estados com 70% ou mais da capacidade dos leitos ocupados, para doença respiratórias agudas e graves (Covid 19, destacadamente variante Ômicron e H3N2/Influenza), além de viroses e diarréias). E demais Estados em situação de elevação no nível de ocupação", afirmou ainda o governador do Piuaí, em nota.


No último dia 12, o Conass também pediu que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, apoie medidas como a ampliação da testagem, da cobertura vacinal. Gestores do SUS ainda cobram que o ministro, além de atuar na compra das doses, faça campanha de estímulo a imunização das crianças.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade