Pesquisar

Canais

Serviços

Sergio Ranali/Arquivo Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Veja o vídeo!

Secretária de Saúde de Rolândia pede que moradores não saiam de casa por 14 dias

Luís Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
22 fev 2021 às 18:26
Continua depois da publicidade

A secretária de Saúde de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina), Paloma Pissinati, fez um apelo aos moradores do município para que não saiam de casa ou recebam visitas pelos próximos 14 dias. Em um vídeo postado nas redes sociais da administração municipal nesta segunda-feira (22), Paloma, afirma que a medida tem o objetivo de conter a proliferação do novo coronavírus, num momento de superlotação de leitos tanto na cidade quando nos hospitais da região.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


De acordo com a secretária, Rolândia tem mais de três mil casos confirmados da doença e 91 óbitos, uma taxa de letalidade considerada alta para o porte do município. "Nas últimas semanas, o número de atendimentos no centro de referência para Covid-19 aumentou de forma expressiva”, disse a secretária

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Paloma informou no vídeo que o Hospital São Rafael estava com a taxa máxima de lotação de leitos e aguardando a transferência de sete pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 para outros locais na região. "Mas o hospital que temos pactuado pelo Estado, o HU (Hospital Universitário), também está com 100% de ocupação de leitos de enfermaria e elevada ocupação de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).”


Nesta segunda, o HU da UEL (Universidade Estadual de Londrina) tinha 144% de lotação de leitos de enfermaria para a Covid-19. O percentual indica que todos os leitos foram ocupados, mas seriam necessários 44% a mais de leitos específicos para pacientes suspeitos ou comprovadamente infectados pelo novo coronavírus. Com a superlotação, os pacientes são acomodados em enfermarias que não são exclusivas.


"É por isso que fazemos este apelo. Para que se conscientizem e conscientizem os outros da importância de adotar as medidas de segurança e distanciamento. Mas, infelizmente, ainda temos bares lotados, festas noturnas, reuniões e aglomerações, com ausẽncia de respeito às normas de distanciamento e segurança para evitar o contágio”, lamentou a secretária, justificando, com isso, a adesão ao movimento "Rolândia em Casa”.

Continua depois da publicidade


"Se puder, nos próximos 14 dias, permaneça em sua casa, não receba visitas, evite aglomerações, saia somente o necessário. Temos de manter as rotinas de trabalho, as atividades essenciais, mas festas, aglomerações, que podem ser evitadas, devem ser evitadas neste momento”, pediu a secretária.


VEJA O VÍDEO


Continue lendo