Pesquisar

Canais

Serviços

- Emerson Dias/N.Com
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Vacinação

Trabalhadores de saúde e idosos acima de 65 podem agendar 3ª dose contra Covid-19

Redação Bonde com N.Com
05 out 2021 às 19:19
Continua depois da publicidade

Londrina inicia, a partir desta terça-feira (5), a vacinação de reforço (3ª dose) contra Covid-19 para profissionais e trabalhadores de saúde. O agendamento está liberado a 6.650 pessoas que se enquadram nessas categorias profissionais e receberam a segunda dose de imunizante há mais de 180 dias, seis meses. Muitos destes foram vacinados no local de trabalho, mas para receberem a 3° dose todos devem fazer o agendamento on-line no site da Prefeitura.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O atendimento para vacinação contra Covid-19 é feito em seis unidades exclusivas. São elas: o Centro de Imunização da Zona Norte, que funciona no prédio do CCI Norte, e as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Jardim do Sol, Alvorada, Eldorado, Ouro Branco e Vila Casoni.

Continua depois da publicidade


No ato da vacinação, além de apresentar um documento pessoal com foto e o comprovante de agendamento com QR Code, o profissional ou trabalhador de saúde também deverá ter em mãos o último holerite ou declaração do empregador. Esta comprovação de vínculo é obrigatória para receber a dose de reforço.


De acordo com o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, a liberação do agendamento se dá com base na data de aplicação da segunda dose de imunizante.

Continua depois da publicidade


Além de profissionais e trabalhadores de saúde, a dose de reforço foi liberada também aos idosos com 65 anos ou mais, cuja 2ª dose foi aplicada há 180 dias, e aos imunossuprimidos – pessoas de 18 a 59 anos que possuem alguma condição que afeta o sistema imunológico, como transplantados ou que possuam o vírus HIV, que receberam a segunda dose há mais de 28 dias. Para atender esses dois grupos prioritários, foram liberadas mais 4.242 doses de reforço.


A aplicação da terceira dose será com o imunizante Pfizer, que utiliza tecnologia diferente das vacinas que foram utilizadas no início da campanha, a Coronavac e Astrazeneca. O intuito dessa medida, válida para todo país, é manter a imunização dos vacinados contra o vírus que causa a Covid-19.


Machado complementou que a vacinação de reforço para trabalhadores e profissionais de saúde é um momento muito importante do enfrentamento da pandemia. “Estamos muito felizes em podermos atender esse público, que enfrenta a pandemia na linha de frente desde seu início. O objetivo maior da vacinação, inclusive com reforço, é protegê-los para que continuem exercendo essa nobre missão, que é salvar vidas”, afirmou.

Continue lendo