20/09/20
°/°
Absurdo

Útero é arrancado sem paciente saber que estava grávida

A dona de casa Cenira Maria dos Santos, de 37 anos, estava grávida de quatro semanas quando teve o útero retirado em uma clínica da Baixada Fluminense, credenciada do Sistema Único de Saúde. A paciente não sabia da gravidez e fez a cirurgia porque havia sido diagnosticada com miomas. A família decidiu processar a clínica e o médico.

Cenira recebeu o diagnóstico de que tinha dois miomas no útero em agosto, por meio de uma ultrassonografia. Foi ao médico, que indicou a histerectomia (retirada do útero) - realizada em 11 de abril no Hospital das Clínicas de Belford Roxo.


O resultado da biópsia indicou que ela estava grávida de um bebê de cerca de três centímetros, ou quatro semanas de gestação. O exame revoltou o casal, evangélico, que já tem duas filhas - de 11 e de 6 anos. "Jamais pensei em tirar um filho", emocionou-se Cenira.

"Entre a ultrassonografia e a cirurgia não fizeram nem um exame de urina nela", disse o marido de Cenira, o taxista Rubens Gomes. "A direção da clínica disse que não é responsável. Então fazem um aborto dentro do hospital deles e eles não são responsáveis?" Procurado, o hospital não atendeu a reportagem.
Agência Estado
Continue lendo
Boletim diário
Arapongas tem mais dois casos de coronavírus e nenhum curado no domingo
20 SET 2020 às 18h30
Boletim da pandemia
Londrina: mais três mortes e 86 casos de Covid-19 confirmados
20 SET 2020 às 18h04
Pandemia na RML
Saúde confirma mais duas mortes por Covid-19 em Ibiporã
20 SET 2020 às 17h58
Boletim da saúde
Sem mortes, Maringá tem mais 35 casos positivos de Covid-19
20 SET 2020 às 17h33
Pandemia no PR
Sesa registra 17 mortes e 1.407 novos casos da Covid-19
20 SET 2020 às 17h14
Estatísticas
Covid-19: Londrina tem três novos óbitos e chega a 231 mortes
19 SET 2020 às 17h16
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados