16/06/21
PUBLICIDADE
Cuidados

Alguns problemas causados por excesso de exposição ao sol

O sol é fonte de vitamina D e durante toda história da humanidade tem sido usado, como um dos recursos, para tratar e prevenir diversas doenças, uma vez que ele aumenta a imunidade e ajuda na produção de hormônios importantes para o corpo humano. No entanto, a exposição excessiva à radiação solar pode, também, causar inúmeros problemas à saúde e efeitos graves à pele.

Queimaduras
Quem já foi à praia e teve que tratar queimaduras de sol sabe do que estou falando. O excesso de exposição em horários de alta radiação podem causar queimaduras severas na pele, principalmente em crianças e em pessoas de pele muito clara. Prevenir e evitar os horários entre 10h e 16h é a melhor estratégia. Mas o uso de protetor solar e roupas com proteção UV são outras duas ferramentas disponíveis para se proteger.


Envelhecimento precoce
Quanto mais tomamos sol sem proteção, mais sofremos com o envelhecimento precoce da pele, conhecido também como fotoenvelhecimento. Entre os efeitos estão o aparecimento de rugas e manchas.

Problemas de visão
Muita luminosidade pode causar problemas de visão, como catarata e até câncer de pele nas pálpebras. Os problemas de visão associados a exposição ao sol são muitas vezes causados por queimadura da córnea. É importante tomar cuidado e para se proteger, use sempre óculos escuros com bons filtros de absorção de radiação UVA/UVB, e bonés para proteção dos olhos. Esses devem ser testados e garantidos como forma de bloqueio da radiação.

Acne
Para os que já possuem a pele oleosa, ou para os adolescentes que tem maior tendência a acne, o sol causa irritações na pele que faz com que ela produza mais sebo. Somado a isso, a sudorese pelo calor em ambientes propícios para o crescimento de bactérias são a equação perfeito para acne. Para evitar a produção de sebo e dê preferência a produtos que sejam oil free.

Alergia ao sol
Aproximadamente 5 a 10% da população apresenta alergia ao sol. Essas se manifestam na pele por vermelhidão, coceira, erupção cutânea (na forma de urticária) e fotossensibilidade. Se você tem essa condição, evite ao máximo se expor ao sol sem o uso de roupas com proteção UV. É possível solicitar ao seu dermatologistas medicamentos que ajudem com o controle da alergia, mas nada melhor do que uma camada de roupas que garantem o bloqueio da radiação.

Melasmas
São manchas de cor marrom causadas pela exposição excessiva e prolongada ao sol durante toda a vida. Diferente das queimaduras que causam vermelhidão e danos imediatos, os melasmas surgem com longos anos de exposição. Geralmente aparecem nas mãos, braços e rosto. Para evitar, use sempre protetor solar e bonés fabricados com tecido de proteção UV.

Queratose
A queratose se caracteriza por feridas ásperas e pequenas que nunca saram e normalmente aparecem após a exposição ao sol. É importante evitar e tratar imediatamente essas feriadas. A chance de uma queratose virar câncer de pele é de cerca de 20%.

Câncerde pele
Certamente essa é a consequência mais terrível e perigosa da exposição ao sol, porém não é tão temida como deveria ser. O câncer de pele atinge a derme e pode se dividir em carcinona basocelular, espinocelular e melanoma, sendo esta última uma das doenças mais letais. No Brasil o câncer de pele é o mais frequente, correspondente a 30% de todos os tumores malignos registrados. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), são cerca de 176 mil novos casos por ano no país. Entre as principais causas estão justamente a exposição excessiva à esse tipo de radiação. A melhor maneira de prevenir é evitar o sol nos horários mais fortes, das 10h às 16h, a partir das 9h no Nordeste, e sempre usar protetor solar. Outra alternativa muito eficaz é o uso de roupas e assessórios com proteção UV.

Capazes de absorver até 95% dos raios solares, esses produtos ainda atendem a diferentes gostos e estilos. Muito além das opções praia e esportiva, atualmente, é possível encontrar roupas e acessórios que podem ser usados no dia a dia, sem abrir mão do gosto pela moda.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
Continue lendo
Vacinação no PR

Idosos passam de maioria para um quarto dos internados nas UTIs do Paraná

15 JUN 2021 às 20h10
1.599 mortes pela doença

Londrina monitora 744 casos ativos de coronavírus; 234 internados

15 JUN 2021 às 18h46
Boletim diário

Maringá registra mais 10 mortes pelo novo coronavírus nesta terça

15 JUN 2021 às 18h10
Saiba mais

Variante do coronavírus identificada no interior já circulava desde janeiro em São Paulo

15 JUN 2021 às 16h34
340 óbitos

Boletim da Saúde indica recorde de mortes por coronavírus no Paraná

15 JUN 2021 às 15h37
Entenda o projeto!

Se passar, eu veto, diz Bolsonaro sobre projeto que cria 'passaporte da vacina'

15 JUN 2021 às 14h38
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados