Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
AUTOMEDICAÇÃO

Automedicação: solução ou grande dor de cabeça?

Sua Saúde-Folha de Londrina
22 jun 2009 às 18:32
"Avaliação médica para o diagnóstico correto, terapêutica adequada e determinar a causa do problema é importante para o paciente", diz ortopedista. - Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Minha mãe estava com dor no nervo ciático e utilizou uma pomada de uso veterinário para tratar a dor. A pomada resolveu o problema. Gostaria de saber se isso pode trazer algum malefício. Poderia explicar um pouco sobre o problema e como deve ser feito o tratamento de fato?


Algumas considerações devem ser feitas em relação a este questionamento. Os medicamentos de uso veterinário são regulamentados e liberados apenas para uso veterinário, sob prescrição e responsabilidade de um médico veterinário e de acordo com a patologia diagnosticada para cada espécime animal. Portanto, não devem ser utilizados por humanos, pois obedecem a critérios farmacológicos específicos. Mesmo que apresentem substâncias químicas semelhantes, o uso inadvertido é inadmissível, ainda que sejam pomadas. Quanto à patologia ‘dor no ciático’, deve ser caracterizado a qual diagnóstico clínico se refere.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O clássico quadro de comprometimento de raízes que compõem o nervo ciático apresentam dores na região lombar que se irradiam para os membros inferiores no seu trajeto. São as famosas lombociatalgias, que em sua grande maioria são causadas por hérnia discal, mas podem ser por outras patologias compressivas, e apresentam vários graus de intensidade. Os quadros mais leves apresentam resoluções ‘expontâneas’ com medidas simples de repousos, analgésicos, terapias domiciliares, como calor local, massagens, emplastos e fricções com pomadas comuns. Estes casos raramente chegam ao consultório médico.

Leia mais:

Imagem de destaque
Confira!

Febre, calafrios e dores são principais efeitos colaterais da vacina da AstraZeneca

Imagem de destaque
Previna-se!

Esclareça suas dúvidas sobre Terçol

Imagem de destaque
Dia Mundial da Osteoporose

Conheça os mitos e verdades sobre a osteoporose

Imagem de destaque
Saiba mais

Quais os desafios de fazer uma vacina chegar à população?


Porém casos mais complexos exigem uma abordagem profissional específica. Avaliação médica seguida de exames complementares vão determinar o grau de comprometimento e a melhor terapêutica caso-a-caso, incluindo medicamentos adequados, suportes biomecânicos, fisioterapia e até intervenções cirúrgicas, quando necessárias.

Publicidade


Portanto, cumpre-nos orientar ao leitor para que sua mãe faça uma avaliação médica para o diagnóstico correto, terapêutica adequada e determinar qual a causa do problema.


Embora afirme que tenha havido a cura, a medicina pode auxiliá-la não apenas tratando das doenças, mas esclarecendo melhor o quadro, orientando e promovendo a saúde de sua mãe.

Áureo Shizuto Cinagawa, ortopedista


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade