23/06/21
Novembro Azul

Câncer de próstata: conheça os fatores de risco e a importância do tratamento precoce

Lidar com o câncer de próstata nunca é uma situação simples, mas é possível viver bem e com qualidade de vida quando se conhece e entende melhor a doença. Para isso, é importante estar atento aos fatores de risco da patologia, como idade (acima dos 50 anos), histórico familiar de incidência do tumor e até etnia. Detectado de forma precoce, o tumor não necessariamente será tratado com quimioterapia, mas, em alguns casos, pode ser fundamental.

"O câncer de próstata é uma das doenças mais prevalentes no mundo e, justamente por isso, é fundamental descobri-la o quanto antes. Com o diagnóstico precoce, nós podemos seguir com tratamentos menos invasivos, mais simples e de menor custo, ou mesmo, em muitas situações, apenas observar a doença sem a necessidade de terapia por alguns anos", explicou o oncologista clínico, Arthur Maia Gomes Filho, do Hospital Israelita Albert Einstein.

Atenção à idade e etnia

É importante destacar que a idade é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata: segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), homens a partir de 50 anos devem procurar acompanhamento profissional. Já indivíduos negros ou com histórico familiar de incidência da doença, precisam iniciar essa assistência aos 45 anos. Isso porque a população negra tem maior probabilidade de desenvolver a doença.

Reprodução/Shutterstock
Reprodução/Shutterstock


Manifestação da doença

O grau de manifestação do câncer de próstata varia entre leve e muito agressivo: isso significa que, em alguns casos, a patologia pode demorar anos para se desenvolver; em outros, pode evoluir mais rapidamente. É fundamental ter em mente que a doença se manifesta de maneira diferente em cada indivíduo.

Alerta ao tratamento

A doença pode levar a óbito em meses ou nunca trazer problemas. "Em casos de ocorrência mais leve do câncer, a ideia é não realizar nenhum tratamento e fazer o acompanhamento com exames ou cuidados locais, como radioterapia, cirurgia local - com bloqueio ou não da testosterona para regressão do câncer. Tudo tem que ser avaliado caso a caso", ressaltou Gomes Filho.

Quimioterapia

A quimioterapia é um procedimento que não necessariamente será realizado em todo paciente que tem a doença, mas que pode ser muito eficaz durante o tratamento para o indivíduo que necessita. O câncer de próstata é uma doença prevalente no homem, mas que, para a maioria dos casos, pode não causar grande impacto na vida do paciente com acompanhamento da doença por um especialista.

"A minoria dos indivíduos com câncer de próstata vão precisar de quimioterapia. Esse procedimento é necessário em pacientes com tumores agressivos, quando a doença está em fase metastática - se espalhou pelo corpo. Nesses casos, a quimioterapia feita de maneira precoce traz uma sobrevida para o paciente, ou seja, ele vai viver mais e ter uma melhor qualidade de vida", explicou o especialista.

Diagnóstico e acompanhamento

Existem diversas formas de diagnosticar o câncer de próstata, dentre as quais as mais comuns são o antígeno prostático específico (PSA) e o exame de toque retal4. No entanto, o oncologista ressalta que uma avaliação caso a caso é o mais importante. "A recomendação é que a pessoa converse com o médico sobre o risco/benefício de fazer esses exames. O que deve ser considerado é que o homem tem que fazer um acompanhamento: a realização ou não dos exames deve ser analisada individualmente", finalizou.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
Continue lendo
Pandemia

Maringá orienta para que máscaras sejam descartadas no lixo comum

23 JUN 2021 às 17h20
Boletim diário

Maringá registra 15 mortes pelo coronavírus nesta quarta (23)

23 JUN 2021 às 17h12
Fique atento

Maringá vacina população de 42 anos ou mais nesta quinta (24)

23 JUN 2021 às 16h42
'Sommelier de vacina'

Saúde de Londrina alerta que população não pode escolher vacina contra Covid-19

23 JUN 2021 às 16h25
Boletim da pandemia

Paraná passa de 30 mil mortes por Covid-19 e governo decreta luto oficial no Estado

23 JUN 2021 às 16h05
Morte prematura

Entenda a doença aracnoidite, que matou a atriz Mabel Calzolari aos 21 anos

23 JUN 2021 às 14h54
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados