13/08/20
31º/15ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Optar pela cirurgia

Catarata é a principal causa de cegueira no Brasil

A catarata é uma frequente doença oftalmológica nos consultórios médicos. A doença atinge 17% das pessoas com até 65 anos e 47% dos que têm entre 65 a 74 anos. Dados do Ministério da Saúde revelam que no Brasil são realizadas mais de 450 mil cirurgias de cataratas por ano.

A doença é definida por uma alteração do cristalino, a lente natural do olho, que contribui com a focalização da imagem. Essa lente fica mais opaca e a perda da transparência dificulta a chegada da luz com consequente diminuição da visão. Na fase inicial, a qualidade da visão pode estar comprometida, com menor percepção de contraste e com o avanço, há visão progressivamente mais borrada, interferindo na qualidade de vida.


De acordo com o médico oftalmologista da CEVIPA, especialista em cirurgia de catarata, Dr. Michel Rubin, a doença é mais comum a partir dos 60 anos e acomete as pessoas em graus diferentes. "Além do envelhecimento, a catarata também pode ser provocada por uso de medicamentos como o corticóide, trauma, exposição prolongada a radiação ultravioleta, outras doenças oculares ou mesmo já estar presente já ao nascimento. Os diabéticos, por exemplo, costumam ter catarata mais cedo e com progressão mais rápida", afirma o especialista.

A catarata é progressiva, mas a boa notícia é que houve grande avanço no tratamento e há tecnologia para afastar o problema de vez com altíssimo índice de sucesso. Dr. Michel afirma que a única maneira para combatê-la é a cirurgia. "Por tratar-se de uma opacidade dentro da lente dos olhos, colírio ou óculos não têm ação, sendo o único tratamento a cirurgia", diz o especialista.

Cirurgia corretiva
A cirurgia consiste na retirada da lente opaca e implante de uma lente artificial dentro dos olhos.

A recomendação é procurar orientação de um oftalmologista aos primeiros sinais da doença, como por exemplo, dificuldade para dirigir a noite provocada pelo incomodo com o brilho dos faróis e percepção de cores menos vivas e intensas, mudança frequente no grau do óculos e aumento da sensibilidade à luz. A catarata muito madura pode trazer sérias complicações na qualidade de vida, então não é aconselhável esperar essa progressão, já que o procedimento apresenta alto índice de segurança.

A Clínica Cevipa utiliza o que há de mais moderno em cirurgias de catarata. O procedimento é realizado por meio do aparelho Centurion e Verion, anestesia menos invasiva, técnica de microincisão sem a necessidade de ponto e modernas lentes intraoculares que se abrem apenas no interior dos olhos. "Com o uso dessas tecnologias, nossas cirurgias tornam-se mais seguras, precisas, sem a necessidade do uso de tampão ocular e apresenta menor tempo de recuperação visual. Em muitos casos, podemos oferecer além da melhora visual, uma menor dependência ou mesmo independência do uso de óculos, mesmo em pessoas que o utilizaram durante toda sua vida", afirma o Dr. Michel.

Embora a cirurgia moderna de catarata possua alto índice de segurança e previsibilidade, a CEVIPA oferece também a opção da cirurgia a laser, utilizando o moderno aparelho Lensex, que substitui alguns passos da cirurgia, que seriam feitos manualmente, por laser de forma controlada e extremamente precisa.

Prevenção
Uma vez instalada, não há forma eficaz de se evitar a progressão e, não sendo tratada, pode levar à cegueira, mas com o tratamento, a visão é restabelecida. Qualidade de visão é qualidade de vida, então fique atento e cuide-se.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Saúde da mulher
Londrina inicia implantação de DIU medicamentoso
13 AGO 2020 às 11h45
2º caso no país
China anuncia cura de homem reinfectado por Covid-19
13 AGO 2020 às 11h04
Sars-CoV-2
China detecta coronavírus em frango brasileiro
13 AGO 2020 às 10h51
Santa Mercedes
Última cidade sem Covid-19 em SP prioriza atenção básica
13 AGO 2020 às 10h04
Descoberta científica
Soro obtido de cavalos pode ter anticorpos superpotentes contra o coronavírus
13 AGO 2020 às 09h33
Saiba mais
Um dia após anúncio de vacina, Rússia altera dados sobre testes em base internacional
13 AGO 2020 às 09h01
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados