Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Conheça o tratamento

Catarata tem cura?

Sua Saúde - Folha de Londrina
26 jul 2013 às 15:17
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Catarata é a opacificação total ou parcial do cristalino, que é uma lente natural e que fica localizada dentro do olho, logo atrás da pupila (popularmente chamada de ''menina do olho''), um orifício circular na íris e que é a única entrada de luz para a parte interna do olho.

Ocorre que enxergamos quando a luz entra em nossos olhos pela pupila, atravessa o cristalino e forma a nossa visão. Para entender melhor a catarata e suas consequências podemos comparar o olho a uma máquina fotográfica. Dessa forma, a lente da máquina, que permite a entrada de luz dentro da câmera e regula o foco da imagem poderia ser comparada ao cristalino. Nos olhos normais o cristalino é transparente e a luz entra no olho sem interferências. Quando há diminuição da transparência do cristalino - e é isso que chamamos de catarata, é como se a lente da máquina fotográfica estivesse suja e, por isso, a imagem da fotografia não se forma nitidamente.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os sintomas da catarata variam de acordo com a sua intensidade; no início pode até mesmo não haver sintomas, mas, na medida em que a catarata se torna mais forte, sintomas como a percepção de visão enfumaçada, amarelada, com halos ao olhar para luz, e até mesmo perda visual severa podem ocorrer.

Leia mais:

Imagem de destaque
Confira!

Febre, calafrios e dores são principais efeitos colaterais da vacina da AstraZeneca

Imagem de destaque
Previna-se!

Esclareça suas dúvidas sobre Terçol

Imagem de destaque
Dia Mundial da Osteoporose

Conheça os mitos e verdades sobre a osteoporose

Imagem de destaque
Saiba mais

Quais os desafios de fazer uma vacina chegar à população?


A catarata pode ser causada por vários fatores como traumas nos olhos, inflamações, medicações e, de forma mais comum, pelo envelhecimento. Devemos nos lembrar sempre da possibilidade de catarata congênita, quando ela já está presente no nascimento e que é atualmente identificada pelo ''Teste do Olhinho'', obrigatório por lei em todos os recém-nascidos.


O tratamento varia de acordo com cada caso, podendo variar de simples observação do quadro com consultas mais frequentes ao oftalmologista nos casos mais leves, até a necessidade cirurgia nos casos mais avançados; ela consiste na retirada do cristalino opacificado e colocação de uma lente artificial no seu lugar. Com isso retiramos a opacidade da entrada da luz e a imagem da visão se forma nitidamente outra vez.

Luiz Fernando Cavalieri - oftalmologista


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade