12/04/21
Doença silenciosa

Como saber se estou com hepatite?

Os últimos dados levantados pelo Ministério da Saúde indicam que cerca de 33 mil novos casos de hepatites virais são notificados a cada ano no Brasil. Estas são doenças silenciosas, em sua maioria, e por isso podem passar despercebidas na vida das pessoas, até o momento em que os sinais e sintomas começam a aparecer e a doença se manifesta. Por isso é importante contar com o diagnóstico precoce e a prevenção.

De acordo com o médico Jaime Rocha, infectologista do corpo clínico do laboratório Pasteur, as hepatites de maior relevância no país são as A, B e C. Nesta mesma época do ano, em 2014, 34 pessoas estavam diagnosticadas com hepatite A, 79 com hepatite B e 84 com hepatite C no Distrito Federal. "Estima-se que cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo estão infectadas com o vírus da hepatite B, por isso, este é o tipo mais frequente. Mais de metade dos contágios da hepatite B são transmitidas por relação sexual e a doença atinge principalmente indivíduos de 20 a 39 anos. Na grande maioria essa é uma doença assintomática", explica.


Agência Brasil
Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


Já os outros tipos da doença têm uma taxa um pouco menor no Brasil. Entre 1999 e 2011 foram registrados 82 mil casos da hepatite C no país. "A hepatite C é transmitida principalmente através do contato com sangue contaminado por meio de hemotransfusões, seringas contaminadas em usuários de drogas ou material cirúrgico não estéril, por exemplo. Esta doença também não apresenta sintomas em 90% dos casos", reforça.

O mesmo levantamento do Ministério da Saúde indica que a taxa de incidência da hepatite A no Brasil vêm caindo. Em 2005, quando ocorreu o ápice da doença, eram 11,7 mil infectados para cada 100 mil habitantes, enquanto que a taxa foi 3,6 mil em 2011. "A hepatite A é contraída por infecção fecal-oral, principalmente decorrente de alimentos mal lavados e água contaminada. O quadro típico apresenta náusea e vômito, mal-estar, febre, perda de apetite, fezes mais claras e um amarelão no corpo e nos olhos", esclarece.

Detectando a doença

O especialista informa que, devido ao caráter assintomático destas doenças, exames laboratoriais são decisórios para a confirmação ou não destas doenças. "O exame de sorologia é usado para determinar por qual vírus a pessoa foi infectada. A partir do quinto dia após a infecção, o organismo começa a produzir anticorpos para combater o vírus. Este exame detecta justamente a presença destes anticorpos no sangue. Este exame pode ser utilizado para os três tipos de hepatites", narra.

No caso das Hepatites B e C outros exames também podem auxiliar o diagnóstico do médico. "Outro teste que é comumente demandado nas hepatites B e C é o chamado PCR ou teste molecular. Ele é capaz de detectar o material genético do vírus no sangue do paciente", conclui.
Redação Bonde com assessoria de imprensa
Continue lendo
Boletim da saúde

Com mais dez mortes, Londrina vai a 1.092 óbitos de Covid-19

12 ABR 2021 às 18h31
Use máscara!

Maringá registra mais 14 mortes e 82 casos de Covid-19

12 ABR 2021 às 17h18
695 novos casos

Com mais 83 registros, Paraná passa de 19 mil mortes por complicações da Covid-19

12 ABR 2021 às 16h21
Não é uma gripezinha

Jovens na UTI já são maioria e necessidade de ventilação mecânica bate recorde

12 ABR 2021 às 15h49
Alerta!

Mais de 500 mil que receberam primeira dose da vacina em janeiro não tomaram a segunda

12 ABR 2021 às 15h26
Imunização

500 pessoas deixaram de tomar a segunda dose contra Covid-19 em Londrina

12 ABR 2021 às 14h48
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados