26/11/20
PUBLICIDADE
Hereditária e não tem cura

Entenda a doença rara que matou ator Guilherme Karam

Após dois anos internado com uma síndrome neurodegenerativa rara, o ator Guilherme Karam morreu nesta quinta-feira (07), aos 58 anos. A doença, chamada Machado-Joseph, é hereditária e, por isso, atingiu também a mãe e dois irmãos do ator.

De acordo com o médico especialista em neurogenética do Hospital Samaritano de São Paulo, Fernando Freua, em entrevista ao site Bolsa de Mulher, as chances de a doença ser transmitida para o feto, ainda na barriga da mãe, é de 50%.


A morte de Guilherme

Internado há dois anos, o ator havia apresentado os primeiros sintomas em 2005, ano que atuou na novela 'América', da Globo. Desde o começo deste ano o ator já não falava mais, de acordo com o pai Alfredo Karam.

À imprensa, ele revelou que em 2014 seu filho já apresentava grandes dificuldades para comer e falar sozinho. "A doença progride: a fala é difícil de compreender, ele não tem equilíbrio, está com as juntas endurecidas e não tem mais capacidade de comer pela boca, pois não consegue deglutir os alimentos e corre o risco de engasgar e morrer. Os médicos fizeram uma gastrostomia, cirurgia que permite que a alimentação seja levada direto ao estômago", revelou ele em entrevista ao site Ego.

A doença foi passada pela mãe aos seus quatro filhos. Além do ator e de sua mãe, dois irmãos já faleceram e sua irmã está em cadeira de rodas.

Divulgação
Divulgação


Sintomas de Machado-Joseph (DMJ)

De acordo com o especialista, a doença faz parte de um grupo chamado de ataxias espinocerebelares, caracterizando-se pela perda progressiva de coordenação da marcha.

"São mais de 40 tipos de doença neste grupo, número que cresce à medida que identificamos novas alterações genéticas", explica.

Entre os sintomas estão falta de coordenação dos movimentos, de marcha, o comprometimento motor e visual. "É comum um quadro de rigidez dos membros e atrofia do nervo ótico, além de uma alteração motora", acrescenta. Por essa rigidez muscular a doença se assemelha ao Mal de Parkinson, que se caracteriza por intensa tremedeira nos membros.

O descontrole das necessidades fisiológicas também entram na escala de sintomas, além de espasmos e problemas na deglutição.

Os sintomas listados pelo médico são:

- Descoordenação motora que impede de andar
- Desequilíbrio
- Dificuldades de engolir
- Problemas na fala
- Visão dupla e enevoada
- Olhos protuberantes
- Rigidez e atrofia muscular

Características


A hereditariedade da síndrome tem um padrão autossômico dominante, ou seja, a doença não pula as gerações e atinge todos os sucessores. "Outra característica é que a doença tem um fenômeno de repetição. A cada geração, ela se manifesta cada vez mais cedo e com sintomas mais fortes", declarou o médico. "Se um avô apresentou a doença com 50 anos, o pai poderá apresentar com 40 e poucos e o filho, aos 30 e poucos".

Tratamento

De acordo com o médico, não há medicamentos específicos, é uma doença incurável. Mas o médico afirma que há drogas sendo estudadas na Universidade de Coimbra para o tratamento da síndrome.

Prevenção

Assim como não tem cura, não é possível evitar a doença. Mas, ao apresentar os sintomas, os pais devem fazer um teste para saber se são portadores da doença. (Com informações do site Bolsa de Mulher)
Redação Bonde
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Boletim da Sesa

Paraná tem mais 1.823 pessoas diagnosticadas com Covid-19

26 NOV 2020 às 00h04
Novas normativas

Após alteração de matriz de risco, novo decreto é publicado em Maringá

25 NOV 2020 às 23h57
Boletim diário

Londrina registra 238 novos diagnósticos de Covid-19

25 NOV 2020 às 20h00
Informe da Sesa

Paraná registra três mortes de macacos por febre amarela

25 NOV 2020 às 15h15
Solidariedade

Saúde ressalta importância da doação de sangue

25 NOV 2020 às 11h00
Dia do Doador de Sangue

Hemocentros se unem em campanha para doação de sangue

25 NOV 2020 às 10h00
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados