31/05/20
25º/10ºLONDRINA
PUBLICIDADE
|
Dicas valiosas

Especialista da dicas para evitar pedra nos rins

Tem gente capaz de jurar que a dor provocada por pedras nos rins é pior do que as contrações do parto. Seja como for, trata-se de uma situação difícil de enfrentar e que é melhor prevenir. De acordo com o médico urologista Arnaldo Cividanes, diretor técnico do Hospital SAHA o que causa uma dor de forte intensidade é justamente a passagem desses depósitos pelo ureter, canal que transporta a urina do rim à bexiga. "Geralmente, esses cálculos se formam quando a urina está muito concentrada, promovendo a cristalização de minerais e sais. Em casos mais simples, prescrevemos medicamento para controle de dor e orientamos o paciente a beber bastante água até que possa expelir a pedra. Mas há casos em que o cálculo obstrui o canal urinário, podendo causar infecção e outras complicações. Quando isso acontece, o único tratamento é o cirúrgico".

Cividanes diz que a prevenção de ‘pedra nos rins’ passa por uma mudança no estilo de vida e destaca três dicas importantes:


Beber bastante água ao longo do dia
"Principalmente quem já tem histórico de pedras nos rins deve levar essa recomendação a sério, ingerindo diariamente pelo menos um copo americano de água a cada três horas. Vale ressaltar que não estamos indicando apenas a ingestão de líquidos, mas de água. Ingerir dois litros de refrigerante por dia, por exemplo, não só não resolveria o problema como causaria outros t antos à saúde no médio e longo prazos. O ideal é prestar atenção na coloração da urina – que precisa estar bastante clara e limpa".

Reduzir a ingestão de carne vermelha e sal
"De modo geral, os adultos não precisam ingerir mais de duas ou três porções de carne magra ao longo da semana. O ideal é começar a substituir carne vermelha por branca e, na sequência, substituir a carne branca por mais legumes e verduras. A quantidade de sal, no preparo dos alimentos, também deve ser reduzida – lembrando que comidas prontas e industrializadas contêm uma quantidade de sal e outras subst&a circ;ncias conservantes que podem prejudicar o bom funcionamento dos rins".

Evitar alimentos ricos em oxalato de cálcio
"Embora sejam aparentemente saudáveis, alguns alimentos contêm grande quantidade de oxalato de cálcio, que facilita a formação de cálculos renais. Sendo assim, é bom reduzir o consumo de espinafre, beterraba, batata doce, salsinha, pimenta, nozes e amendoim. Também o cacau em pó e, por extensão, os achocolatados e chocolates devem ser evitados".

O urologista recomenda buscar ajuda médica em caso de: dor intensa nas costas ou na lateral do corpo; dor que irradia para o abdome inferior e virilha; dor que surge em ondas e varia de intensidade; dor ao urinar; urina de coloração rosa, avermelhada ou marrom; urina com cheiro forte e persistente; sensação de urgência para urinar; urinar com frequência mais alta do que o normal; urinar em pequenas quantidades. Ainda pode haver náuseas, vômitos, febre e calafrios juntamente com os sintomas citados. "Antes de dar início ao tratamento, o especialista deverá requisitar exame de sangue, de urina, e, inclusive, exames de imagem (ultrassom e tomografia) para diagnosticar a presença de cálculo renal no trato urinário. Dados clínicos e resultados de exames indicarão a necessidade ou não de um tratamento cirúrgico. Vale ressaltar que é bastante comum encaminhar o cálculo expelido para análise".

Cividanes diz que a formação de cálculos urinários se deve a múltiplos fatores: metabólicos, genético-familiares e ambientais, entre outros, sendo que nem sempre a investigação laboratorial existente obtém sucesso na prevenção ou diminuição do aparecimento de novos cálculos.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Saiba mais
Maringá registra dois óbitos por Covid-19; total chega a 8
30/05/2020 18:01
Boletim da saúde
Com mais dois óbitos, Londrina chega a 24 mortes pelo novo coronavírus
30/05/2020 17:36
Boletim estadual
Com mais oito óbitos, Paraná chega a 181 mortes pela Covid-19
30/05/2020 17:17
Alerta!
Sociedade de Pediatria desaconselha cloroquina em crianças e adolescentes com Covid-19
30/05/2020 10:49
Mais de 27 mil mortes
Brasil supera Espanha e se torna o 5º país com mais mortes por coronavírus
29/05/2020 20:00
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados