26/11/20
PUBLICIDADE

Fisioterapeuta alerta sobre a tendinite da pata de ganso

Atingindo não somente os praticantes de corrida, mas também os que fazem natação e ciclismo, a tendinopatia anserina ou tendinite da 'pata de ganso', como é popularmente chamada, é uma inflamação dos músculos semitendíneo, sartório e grácil, que se inserem no joelho e são responsáveis principalmente pela flexão da articulação. "A patologia tem esse nome porque o local onde os músculos se unem formando o tendão lembra o formato da pata de ganso", explica a fisioterapeuta Thaís Godoy.

Apesar de ser relativamente comum, a incidência da tendinite da pata de ganso é desconhecida. "Vale explicar ainda que, além de acometer pessoas que praticam esportes que exijam uma mudança rápida e brusca de direção, ou pessoas que realizam corrida de longa distância, por exemplo, indivíduos com sobrepeso também estão mais predispostos a adquirir a patologia", adverte.


Sintomas
De acordo com Thaís, um dos sintomas consiste em dor à palpação na inserção dos músculos. "É comum sentir dor na face medial do joelho ao subir e descer escadas, por exemplo, ou ao alongar, e pode ocorrer ainda, inchaço no local", completa Thaís.

Tratamento
Segundo a fisioterapeuta, o tratamento inicial consiste em minimizar a dor e a inflamação, com recursos como eletroestimulação e ultrassom. "Depois iniciamos os alongamentos e o fortalecimento, sempre visando corrigir os possíveis desequilíbrios musculares", explica a profissional.

Prevenção

Para prevenir, a fisioterapeuta indica que a evolução ao iniciar qualquer atividade esportiva seja gradual e respeite os limites do indivíduo que a praticar. "É necessário ainda lembrar-se de aquecer ao iniciar uma atividade física e alongar ao terminar a prática. Além disso, é importante sempre que iniciar um esporte, ficar atento a qualquer dor ou incômodo e rapidamente procurar ajuda especializada. Quanto antes tratarmos qualquer disfunção, mais satisfatório e rápido será o resultado", conclui.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Boletim da Sesa

Paraná tem mais 1.823 pessoas diagnosticadas com Covid-19

26 NOV 2020 às 00h04
Novas normativas

Após alteração de matriz de risco, novo decreto é publicado em Maringá

25 NOV 2020 às 23h57
Boletim diário

Londrina registra 238 novos diagnósticos de Covid-19

25 NOV 2020 às 20h00
Informe da Sesa

Paraná registra três mortes de macacos por febre amarela

25 NOV 2020 às 15h15
Solidariedade

Saúde ressalta importância da doação de sangue

25 NOV 2020 às 11h00
Dia do Doador de Sangue

Hemocentros se unem em campanha para doação de sangue

25 NOV 2020 às 10h00
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados