16/06/21
PUBLICIDADE
Dia Mundial do Coração

Mudança nos hábitos para reduzir doenças cardíacas faz parte de campanha

Defendendo que pequenas mudanças podem fazer uma poderosa diferença, a campanha para o Dia Mundial do Coração, organizada pela Federação Mundial do Coração, pretende inspirar as pessoas a adotarem hábitos de vida mais saudáveis. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, as doenças cardiovasculares são responsáveis por quase 30% do total de mortes.

Entre os principais fatores de risco para o infarto e outras doenças relacionadas ao coração estão o tabagismo, obesidade, hipertensão, diabetes, colesterol e a vida sedentária. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, mudanças no estilo de vida são fundamentais para reduzir o risco de doenças cardíacas: praticar atividades físicas, evitar a obesidade, reduzir o consumo de álcool, abandonar o tabagismo, diminuir o estresse, destinar mais tempo para o lazer, família e amigos, além de melhorar a alimentação. Reduzir o sal, eliminar frituras, consumir mais frutas, verduras e legumes são mudanças para tornar a alimentação mai s saudável.

Alguns nutrientes também são importantes aliados na prevenção das doenças cardíacas. As diretrizes atuais da Sociedade Europeia de Arteriosclerose e da Sociedade Europeia de Cardiologia sinaliza como medidas eficazes a substituição de gorduras saturadas e gorduras trans por gorduras mono- e poli-insaturadas, o aumento no consumo de fibras alimentares, ácidos graxos, ômega 3 e fitoesterol.

O ômega 3 também é necessário para o bom funcionamento de todas as células no corpo e outro aliado importante na prevenção de doenças cardiovasculares. Os dois ômega 3 mais relevantes para a saúde, DHA e EPA, são naturalmente encontrados apenas em espécies marinhas, não são produzidos pelo corpo humano. O EPA é importante para a função do coração, pois ajuda a regular a pressão arterial e frequência cardíaca, além de prevenir aterosclerose e infarto do miocárdio. Também tem impacto positivo sobre síndromes metabólicas e diabetes tipo 2. Para alcançar a quantidade diária, deve-se ingerir diariamente cerca de 50g de salmão cru, 25 g de arenque cru ou 17 ovos grandes, podendo também ser consumidos por meio de alimentos enriquecidos ou suplementos.

Já, o licopeno, é uma das mais poderosas substâncias antioxidantes, prevenindo assim o estresse oxidativo, condição biológica onde ocorre o desequilíbrio entre os radicais livres e o sistema antioxidante das células. Um suprimento adequado de licopeno é importante para evitar doenças cardiovasculares como a aterosclerose, lesão por isquemia, infarto do miocárdio, além de ajudar contra síndromes metabólicas, obesidade e diabetes mellitus. O licopeno pode ser naturalmente encontrado no tomate, melancia, goiaba e mamão e também é aprovado para uso em suplementos voltados para saúde cardiovascular, saúde do fígado e proteção do sistema imunológico, como prevenção do câncer de próstata.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
Continue lendo
Vacinação no PR

Idosos passam de maioria para um quarto dos internados nas UTIs do Paraná

15 JUN 2021 às 20h10
1.599 mortes pela doença

Londrina monitora 744 casos ativos de coronavírus; 234 internados

15 JUN 2021 às 18h46
Boletim diário

Maringá registra mais 10 mortes pelo novo coronavírus nesta terça

15 JUN 2021 às 18h10
Saiba mais

Variante do coronavírus identificada no interior já circulava desde janeiro em São Paulo

15 JUN 2021 às 16h34
340 óbitos

Boletim da Saúde indica recorde de mortes por coronavírus no Paraná

15 JUN 2021 às 15h37
Entenda o projeto!

Se passar, eu veto, diz Bolsonaro sobre projeto que cria 'passaporte da vacina'

15 JUN 2021 às 14h38
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados