01/10/20
Você vai se surpreender

O que é melhor: comer chocolate ou barras de cereais?

Não se assuste, é melhor sim comer chocolate a barras de cereais. E não, você não leu errado. Ao menos é o que afirma a nutricionista Thália de Paula em entrevista ao site Exame. Ela diz que às vezes é melhor comer um chocolate que você gosta de maneira adequada e equilibrada a uma barrinha de cereal, que não é tão agradável ao paladar, e ainda te deixa com vontade de comer um doce gostoso.

A explicação para isso é simples: as barras que levam chocolate, açúcar refinado, gordura hidrolisada e xarope de glicose na composição oferecem uma quantidade baixa de fibras – um carboidrato que melhora o trânsito intestinal e o colesterol, diminui a carga glicêmica e aumenta a saciedade.


Divulgação
Divulgação


"Existe uma tendência de que não se deve comer carboidrato quando se quer emagrecer. Na realidade, se você não ingerir, vai perder peso, mas não vai perder massa gorda", explica. Desse modo, não adianta comer várias barras de cereal cobertas de chocolate e mel todos os dias com o objetivo de emagrecer. "É apenas uma desculpa para comer doce", diz.

De acordo com a nutricionista, não são apenas as barras de cereal citadas que podem ser vilãs de uma dieta pois não existe uma barrinha totalmente boa e nem uma totalmente ruim.

Ela explica que a melhor maneira de descobrir qual produto é mais saudável é comparando as tabelas nutricionais de cada um. Por exemplo, uma barra de cereal de 30 gramas precisa ter entre 1,5 a 2 gramas de fibra.

Antigas opções
"É possível ser saudável consumindo todos os tipos de alimentos", afirma de Paula. Segundo ela, a ideia de que é bom proibir, descartar ou eliminar certas comidas está totalmente errada.

Para a nutricionista, cada indivíduo tem rotinas e disponibilidades financeiras diferentes, portanto, não existe uma alimentação padrão. "É importante que a população em geral desenvolva um raciocínio alimentar direcionado à comida e não ao nutriente", aponta.

Ela explica que, hoje em dia, é muito comum que o paciente chegue ao consultório mais preocupado com a quantidade de carboidratos que deve ingerir por dia do que com a qualidade da alimentação que consome. Assim, as chances de as pessoas escolherem produtos alimentícios travestidos de comidas ‘saudáveis’ são enormes.

Por isso, a dica da nutricionista é substituir as barras industrializadas por frutas, castanhas, iogurtes, aveia e pães integrais. "São alimentos mais ricos e certamente muito mais gostosos", finaliza.

(com informações do site Exame)
Redação Bonde
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Mês Mundial da Visão
Pesquisa mostra que 10% dos brasileiros nunca foram ao oftalmologista
01 OUT 2020 às 15h00
Polêmica
Anvisa avalia permitir uso de estoques de agrotóxico banido e associado a mal de Parkinson
01 OUT 2020 às 09h50
Pesquisa do BR
Doentes mais graves de Covid-19 perdem até 2% de músculos por dia, diz estudo brasileiro
01 OUT 2020 às 09h47
Segundo governador
Vacinação contra a Covid-19 em SP começará em 15 de dezembro, diz Doria
01 OUT 2020 às 09h38
Saiba mais
Anvisa poderá dar aval a vacina contra Covid com eficácia de 50%, diz gerente
01 OUT 2020 às 09h34
Timothy Ray Brown
Morre de leucemia a primeira pessoa curada do HIV no mundo
01 OUT 2020 às 09h21
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados