Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
MP3

O uso de MP3 pode gerar problemas auditivos?

Sua Saúde-Folha de Londrina
28 out 2009 às 18:49
- Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os tocadores de música digital do tipo MP3 tem evoluído muito em potência e recursos, apresentam grande capacidade de memória e durabilidade das baterias, o que permite o seu uso durante horas seguidas.

O aparelho auditivo, como todo órgão sensorial, é muito sensível. Os ''abusos'' sonoros podem levar à degeneração das células sensoriais localizadas na cóclea (estrutura interna do ouvido, que transforma energia vibratória sonora em estímulo elétrico e o transmite ao cérebro). Estas células têm um limite de resistência à energia do som.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os fones de inserção, com design mais moderno do que aqueles que cobrem as orelhas (menos danosos), potencializam o som e, assim, podem propiciar uma lesão auditiva se usados em alto volume e por horas seguidas.

Leia mais:

Imagem de destaque
Confira!

Febre, calafrios e dores são principais efeitos colaterais da vacina da AstraZeneca

Imagem de destaque
Previna-se!

Esclareça suas dúvidas sobre Terçol

Imagem de destaque
Dia Mundial da Osteoporose

Conheça os mitos e verdades sobre a osteoporose

Imagem de destaque
Saiba mais

Quais os desafios de fazer uma vacina chegar à população?


Se ao desligar o equipamento, o usuário perceber uma sensação de perda auditiva transitória, já deve ficar atento. O ruído intenso prolongado pode levar à perda auditiva permanente, taquicardia, alterações na pressão arterial, fadiga precoce, zumbidos nos ouvidos e estresse.

Publicidade


Além disso, para aqueles que usam o aparelho para fazer caminhadas, o som acaba impedindo que ouçam avisos de advertência ao perigo (buzinas, barulho de bicicletas, entre outros).


Sendo assim, resista à tentação de explorar toda a potência do fone e procure evitar ficar mais de uma hora ligado, continuamente, ao seu aparelho de MP3.

Claudia Vaz, otorrinolaringologista


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade