03/07/20
19º/LONDRINA
Males da vida moderna

Quais são os problemas que afetam a população de cidade grande?

A rotina em cidades grandes é marcada pelo trânsito, pressão no ambiente de trabalho e problemas relacionados à segurança. Com isso, a população que vive nos centros urbanos se torna vítima de males que podem impactar em seu bem estar, envolvendo tanto aspectos psicológicos quanto físicos. "Esses fatores têm sido cada vez mais diagnosticados e podem atingir pessoas de diferentes faixas etárias", alerta a dra. Karina Kiso, farmacêutica formada pela USP e médica especialista em clínica médica com mestrado em saúde coletiva pela Santa Casa de São Paulo.

A tensão acumulada do dia a dia, em longo prazo, pode gerar riscos e impactar a saúde. A médica acrescenta: "o mais indicado é que se os sintomas estiverem interferindo nas atividades cotidianas, a pessoa busque alternativas e tome medidas para não ter sua saúde comprometida".


Ansiedade e estresse
É muito comum falarmos que estamos ansiosos ou estressados, mas saber as características dos quadros é importante para avaliar se as sensações estão dentro da normalidade. A ansiedade pode ser caracterizada como um sentimento desagradável, um sinal de alerta, que faz com que a pessoa passe a se defender e proteger-se de ameaças, sendo uma reação natural e necessária.

Já o estresse é uma resposta do organismo ao esforço físico, psicológico e emocional, que pode ser identificado através de uma preocupação exagerada com diversos eventos ou atividades cotidianas ou por sintomas como irritabilidade, tensões musculares, perturbações no sono, entre outros.

Os sintomas de nervosismo, medo e insegurança podem desencadear falta de ar, fobias e tonturas. Segundo dra. Karina Kiso, a partir do momento em que a ansiedade e o estresse interferem negativamente na qualidade de vida, podem ser considerados distúrbios.


Distúrbios do sono e aumento de peso
Além de quadros de ansiedade e estresse, problemas com o sono e aumento de peso podem estar associados. Especialistas relatam que dormir pouco interfere no ganho de medidas. Um dos principais problemas é a insônia, caracterizada por dificuldade em iniciar ou manter o sono continuamente durante a noite.

Segundo a médica, os tratamentos para todos esses quadros podem ser feitos naturalmente com atividades físicas, práticas de lazer e descanso, além de meditação e massagens, sem esquecer uma alimentação balanceada. "O consumo de medicamentos fitoterápicos também pode auxiliar o paciente. A Passiflora incarnata, por exemplo, é uma substância capaz de minimizar os efeitos causados pela ansiedade e estresse, além de melhorar a insônia. Sem produzir sedação excessiva, seu uso é indicado sob supervisão médica", conclui.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
Continue lendo
Não vai ser o fim
Vacinas poderão controlar a Covid-19, diz diretor do Butantan
03 JUL 2020 às 09h55
Dados do Ministério da Saúde
No Brasil, Covid-19 mata mais homens pardos com mais de 60 anos e comorbidades
03 JUL 2020 às 09h09
Entenda os dados
Só 9% dos infectados por coronavírus se dizem assintomáticos, diz estudo
03 JUL 2020 às 08h32
Dados atualizados
Brasil tem 1.277 novas mortes pela Covid-19 e país chega a 61.990 óbitos
03 JUL 2020 às 08h11
Boletim da prefeitura
Maringá registra 58 novos casos de Covid-19; 1.617 no total
02 JUL 2020 às 19h41
Boletim diário
Londrina registra mais uma morte por Covid-19 e 24 novos casos
02 JUL 2020 às 18h18
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados