Bonde - O Maior Portal do Paraná
Sábado, 29 de Novembro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
29º / 17º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Educação
07/06/2008 -- 22:51

História: Quem foi Maomé?

Redação Bonde
QR:
Add to Flipboard Magazine.

Messiânico profeta árabe, Maomé nasceu em Meca, atual Arábia Saudita, 570 d.C.. Naquela época, Meca era considerada centro sagrado.

Órfão muito cedo, Maomé foi criado primeiramente pelo avô paterno e mais tarde pelo tio. Maomé foi comerciante e político importante na cidade. Preocupado com a idéia de restabelecer a religião monoteísta de Abraão, ele teve na religião sua área de interesse privilegiado, tornando-se um político talentoso, chefe militar e legislador.

Segundo a tradição, aos 40 anos, Maomé recebeu a missão de pregar as revelações trazidas de Deus pelo arcanjo Gabriel. As revelações teriam se repetido durante toda a vida do profeta e logo começaram a ser registradas por escrito e com elas compôs o Alcorão ou Corão.

Seu monoteísmo chocava-se com as crenças tradicionais das tribos semitas já presentes no território e, por isso, Maomé foi obrigado a fugir para Iatribe (622), atual Medina (Cidade do Profeta), onde as tribos árabes viviam em permanente tensão entre si e com os judeus.

Maomé estabeleceu a paz entre as tribos árabes e com as comunidades judaicas e começou uma luta contra Meca pelo controle das rotas comerciais.

Conquistou Meca (630) e, de volta a Medina, morreu dois anos depois, sem haver nomeado um sucessor, porém deixando uma comunidade espiritualmente unida e politicamente organizada em torno aos preceitos do Corão, cuja edição definitiva seria publicada alguns anos após (650).

A nova religião foi chamada islamismo ou Islã, que significa submissão à vontade divina, e seus adeptos, muçulmanos, os que se submeteram.

Importância

Para os muçulmanos, Maomé foi precedido em seu papel de profeta por Jesus, Moisés, Davi, Jacob, Isaac, Ismael e Abraão. Como figura política, ele unificou várias tribos árabes, o que permitiu as conquistas árabes daquilo que viria a ser um império islâmico que se estendeu da Pérsia até à Península Ibérica. Maomé não é considerado pelos muçulmanos como um ser divino, mas sim, um ser humano; contudo, entre os fiéis, ele é visto como um dos mais perfeitos seres humanos.

Maomé veio a morrer no dia 8 de junho de 632 d.C.
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 28/11/2014 23:51
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE