Bonde - O Maior Portal do Paraná
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
32º / 20º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Educação
13/09/2012 -- 10h06

Cidade polo estudantil não tem empregos para formandos

Jivago França - Bonde Repórter Universitário
QR:
Add to Flipboard Magazine.



A cidade de Jacarezinho no Norte Pioneiro do Paraná, considerada a polo estudantil da região, forma anualmente cerca de 500 estudantes em 11 cursos superiores da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).

O problema é que depois de formados, eles precisam deixar a cidade para procurar empregos em outros municípios, pois Jacarezinho não tem muitas oportunidades nas áreas de formação.

Grande parte da população da cidade trabalha em três empresas de grande porte, duas usinas e uma exportadora avícola. Os outros empregos ficam por conta do comércio local e empresas de pequeno porte. A população jovem da cidade diminui cada dia mais, pois é preciso procurar trabalhos em centro maiores, como capitais ou até mesmo cidades vizinhas como Ourinhos (SP) e Santo Antônio da Platina.

Jivago França
Jivago França


Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no fim de agosto, a população de Jacarezinho mais uma vez apresentou queda. No censo de 2010 a cidade tinha uma população de 39.121, 76 habitantes a mais que os 39.045, divulgados pelo IBGE mês passado, na estimativa populacional brasileira.

A queda não é relevante, mas se comparado por idade, no Censo 2010 a maior população da cidade era de pessoas entre 25 e 29 anos, 3.155 pessoas. A mesma pesquisa mostrou que a população acima dos 30 anos é de 22.778 pessoas, contra 4.801 entre 18 e 24 anos, faixa em que os estudantes cursam faculdades, se formam e não encontram oportunidades.

Mesmo com a movimentação de estudantes de outras cidades da região - que moram temporariamente em Jacarezinho durante o tempo de curso de especialização nas 11 áreas disponíveis - a população não cresce.

Quando acabam os cursos, os estudantes se mudam novamente para suas cidades ou para centros maiores, onde ofereçam oportunidades melhores. A população de Jacarezinho é decrescente e caso não haja mais empresas geradoras de empregos nas áreas de formação, a cidade só perderá moradores para regiões e cidades mais promissoras.
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 30/10/2014 23:45
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE