Blog do Lucio Flávio - Lucio Flávio
03/01/2015 - 11:15
  RSS  
As férias dos jogadores do Londrina acabam na segunda-feira. A partir daí, serão 25 dias de trabalho até a estreia no Paranaense, no dia 1º de fevereiro, contra o Foz do Iguaçu, no estádio do Café.

Entre remanescentes, jogadores que voltam de empréstimos, novas contratações e meninos da base o técnico Cláudio Tencati terá a disposição 33 jogadores para o reinício dos trabalhos.

Remanescentes: os goleiros Vítor e Marcelo; os zagueiros Dirceu, Silvio, Mateus, Dipão e Marcondes; os laterais Lucas Ramon, Allan Vieira e Diego Prates; os volantes Diogo Roque, Bídia, Guilherme Amorim e Anderson; os meias Celsinho, Rone Dias, Léo Maringá e Davi Ceará e os atacantes Madson, Hiago e Quirino.

Voltam de empréstimos: Neílson, Weverton e Germano.

Contratações: o meia Fabinho, que veio do Amapá, e o lateral esquerdo Lino e o atacante nigeriano Henry Kanu, que serão apresentados ao longo da próxima semana.

Sobem da base: o goleiro Guilherme, o lateral Raí, os meias Léo e Júlio Pacato e os atacantes Emerson e Peterson.

Jogadores que o Londrina já acertou empréstimos para 2015: atacante Lucas (Fluminense), Maicon e André Lima (Metropolitano), Diego e Rafael Bastos (Nacional), Robinho (J. Malucelli), Ademir (Pelotas), Maicon Silva (Criciúma), Jardiel (Grêmio) e Gilvan (Ceará).

O único que ainda não tem sua situação definida é o atacante Artur, que não fica no Flamengo e, segundo o gestor Sérgio Malucelli, não retorna ao alviceleste. O jogador teria duas propostas para ser negociado.

A partir deste post, este blogueiro entra em férias e retorna no dia 04 de fevereiro. Bom 2015 para todos!
02/01/2015 - 10:59
  RSS  
A Fifa vai distribuir mais de R$ 580 milhões aos seus filiados em 2015. É o maior valor já pago pela entidade às 209 confederações. A CBF, por exemplo, receberá aproximadamente R$ 2,6 milhões.

No comunicado enviado a cada uma das associações, a Fifa celebra o sucesso com as receitas obtidas com a realização da Copa do Mundo no ano passado no Brasil para explicar o pagamento recorde.

Do valor que cada confederação receberá, cerca de R$ 660 mil são referentes ao Programa de Assistência Financeira, pago anualmente pela Fifa. O extra referente ao lucro que a entidade teve em 2014 será equivalente a R$ 1,3 milhão.

Uma novidade no pagamento deste ano é um extra de cerca de R$ 640 mil que será pago a cada associação como auxílio financeiro para participar das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Algumas confederações, como a Sul-Americana, já iniciam a classificatória este ano. O Brasil jogará em outubro e novembro.

A Fifa divulgará apenas em março seu balanço financeiro, quando se conhecerá o valor do lucro recorde na realização da Copa que foi disputada no Brasil. Neste mês haverá o encontro do Comitê Financeiro da entidade em Zurique.

Fonte: Painel FC - Folha de São Paulo
27/12/2014 - 11:32
  RSS  
O lateral-direito Maicon Silva não retorna ao Londrina em 2015. O jogador vai permanecer no Criciúma na próxima temporada.

Apesar do rebaixamento do time catarinense para a série B do Brasileiro, Maicon agradou a diretoria do time carvoeiro e assinou um novo contrato de empréstimo por um ano. O lateral se apresenta em SC no dia 7 de janeiro.

Maicon Silva tinha contrato com o Londrina até 2016 e estendeu o seu vínculo com o alviceleste até 2017.

Sem o retorno de Maicon, o técnico Cláudio Tencati conta atualmente no elenco com Lucas Ramon e Raí para a lateral direita.
26/12/2014 - 10:46
  RSS  
O Corinthians precisa multiplicar a receita de bilheteria até julho de 2015 para conseguir quitar a primeira parcela do Itaquerão, de aproximadamente R$ 100 milhões.

Por enquanto, o clube arrecadou apenas R$ 20 milhões com ingressos. Terá de levantar, então, R$ 80 milhões no primeiro semestre para cumprir o compromisso. No período, o Corinthians tem, no máximo, 24 partidas em casa para alcançar o valor.

Dependendo do desempenho do time no primeiro semestre, o Corinthians pode disputar em casa 11 jogos no Paulista, oito na Libertadores e cinco do Brasileiro até julho, mês do pagamento. Em 2014, no Itaquerão, o Corinthians registrou média de lucro líquido de R$ 1,3 milhão por partida.

A salvação corintiana seria a venda dos naming rights, cuja negociação está emperrada. Se acontecer, a entrada dos R$ 400 milhões pedidos pela propriedade será vista como um alívio no Parque São Jorge.

O Corinthians também tenta vender camarotes e cadeiras cativas para torcedores, a fim de turbinar suas receitas da arena.

Fonte: Painel FC - Folha de São Paulo
23/12/2014 - 10:45
  RSS  
Os números confirmam o ótimo ano de 2014 para o Londrina. Em jogos oficiais, foram 57,6% de aproveitamento, que levaram o alviceleste ao título paranaense, a boa campanha na Copa do Brasil e a vaga na série C do Campeonato Brasileiro.

Foram 37 jogos, com 17 vitórias, 13 empates e sete derrotas. O Lec marcou 55 gols e sofreu 35.

No Paranaense, o Tubarão jogou 17 partidas. Ganhou sete, perdeu seis e empatou quatro. Marcou 25 gols e sofreu 19. Aproveitamento de 53%. Embalou na fase final ganhando três partidas, empatando duas e sofrendo apenas uma derrota.

Na Copa do Brasil, em seis jogos, foram duas vitórias, dois empates e duas derrotas. Anotou oito gols e sofreu sete. Aproveitamento de 44%.

Na série D, o Londrina sobrou e chegou até a semifinal. Em 14 partidas, foram oito vitórias, cinco empates e apenas uma derrota. Fez 22 gols e sofreu nove. Aproveitamento de 69%.

O artilheiro do Londrina na temporada foi o atacante Artur, que brilhou no primeiro semestre e marcou 10 gols. Joel foi o nome do alviceleste no segundo semestre e fechou o ano com nove gols.
19/12/2014 - 11:53
  RSS  
Em entrevista a Rádio Paiquerê, o experiente lateral esquerdo Lino, 37 anos, admitiu que a possibilidade é grande de jogar no Londrina em 2015.

O gestor do clube, Sérgio Malucelli, informou que o atleta já está acertado e se apresenta em 5 de janeiro. O bom relacionamento entre os dois pode ajudar na negociação.

Lino jogou no Iraty em 2001, onde conheceu Malucelli. O lateral jogou por duas vezes no São Paulo (2001 e 2004) e ainda passou por Fluminense, Bahia, Figueirense e Juventude.

Nos últimos nove anos atuou fora do país e brilhou no Porto de Portugal e no PAOK da Grécia. Paulistano, Lino mora em Curitiba desde 2011, de onde é a família da sua esposa.
18/12/2014 - 09:55
  RSS  
O laudo de Prevenção e Combate de Incêndio do estádio do Café, elaborado pelo Corpo de Bombeiros, foi renovado com restrições até 15 de novembro de 2015.

O documento limita a capacidade do estádio a 31 mil torcedores por falta de segurança. De acordo com o CB, o Café poderia receber 36.056 pessoas se todos os quesitos de segurança estivessem adequados.

O estádio comportaria 28.056 torcedores na arquibancada e mais 8 mil nas cadeiras cativas. Com este laudo restritivo não pode receber mais do que 25 mil na arquibancada e 6 mil na parte coberta.

O principal problema apontado pelo Corpo de Bombeiros é em relação as saídas de emergência. O Café possui apenas três, o que não permite um público maior do que o recomendado.

Segundo o CB, as portas e portões não abrem no sentido do fluxo e precisariam, no caso das situadas no setor das cativas, abrirem no sentido de fuga. "Os portões precisam ficar abertos durantes os eventos", determina o Corpo de Bombeiros no laudo. O estádio também não possui plano para situações de abandono/evacuação de torcedores.

Há deficiência também na sinalização das saídas de emergência. O laudo aponta que elas existem apenas nas extremidades das rotas de fuga na arquibancada e cativas e que precisariam ser instaladas também nos pontos intermediários das arquibancadas.

O documento é taxativo: "As saídas de emergência não atendem as normas em caso de lotação acima de 31 mil torcedores".

O Blog procurou a Fundação de Esportes de Londrina e o Corpo de Bombeiros, mas foi informado que o responsável pelos laudos do Café está em férias, assim como o responsável do Corpo de Bombeiros pela confecção do documento. As duas entidades informaram que nenhuma outra pessoa poderia comentar o assunto.
17/12/2014 - 10:45
  RSS  
Campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2012, Tite ganhará um prêmio milionário para repetir os feitos no Corinthians.

O contrato de três anos do técnico prevê um bônus de R$ 3 milhões caso ele leve o time alvinegro ao bicampeonato da Libertadores. Um novo título do Mundial de Clubes também engordará a conta de Tite: o Corinthians prometeu pagar mais R$ 5 milhões pelo tri.

Os valores dessas premiações não mudaram muito do que Tite tinha direito pelas conquistas em 2012. O técnico, por sinal, só recebeu o pagamento dos bônus da Libertadores e do Mundial em 2014.

O contrato de Tite também dá direito a premiações por metas mais modestas. A classificação para fases finais das competições vão gerar mais bônus.

Fonte: Painel FC - Folha de São Paulo
16/12/2014 - 11:11
  RSS  
O Londrina foi denunciado mais uma vez pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da CBF pela confusão na partida contra o Brasil de Pelotas, no dia 1º de novembro, no estádio do Café.

O Lec foi denunciado nos artigos 213 (arremesso de objeto) e 191 (dar condição legal de jogo) por um princípio de incêndio no lado oposto dos vestiários. Se punido, o Londrina pode ser multado em até R$ 100 mil. Dificilmente vai perder mais mandos de campo. O caso será apreciado pela 4ª Comissão Disciplinar.

O lateral Diego Prates foi denunciado no artigo 254-A (agressão física) e pode ser punido com a suspensão de 4 a 12 partidas.

Foram denunciados ainda o ex-gerente de futebol, Alex Brasil, nos artigos 254-A, 257 (provocar rixa) e 258 (incitar o ódio e a violência) e o massagista Chimbica, nos artigos 254-A e 257.

Em relação ao recurso do clube no Pleno do STJD, sobre as perdas dos quatro mandos de jogos na primeira denúncia, o pedido não entrou na pauta do último julgamento do Pleno marcado para esta quinta-feira.

Com isso, o recurso será julgado apenas na volta das reuniões do Pleno, em fevereiro de 2015. Diante deste quadro, o Londrina, provavelmente, vai cumprir a penas nos jogos da Copa do Brasil, se o recurso não foi apreciado antes do início da competição.
16/12/2014 - 10:11
  RSS  
Há muito tempo que o futebol brasileiro não é feito apenas dos clubes tradicionais, de torcida, de história, de títulos.

Os clubes de "empresários" crescem em uma velocidade assustadora e já passou, infelizmente, a ser comum as notícias de mudança de cidades, de nomes, de cores, de donos.

Não há mais a preocupação em se fixar em um local e criar raízes ali. O que manda é o mercado. Vai para onde há a melhor oferta, ou imagina-se que seja a melhor.

Reportagem da Tribuna do Norte desta terça-feira revela que o empresário Gilberto Ponce, presidente do Apucarana Sports, pode deixar a Cidade Alta se não houver apoio do empresariado local.

Ponce revela ainda que já recebeu oferta para transferir o time para Arapongas! Cidade onde o empresário Adir Leme da Silva pediu licença de um ano na Federação Paranaense, alegando que não havia ajuda dos empresários locais com o clube de futebol. O Arapongas assim abriu mão da vaga na primeira divisão do Paranaense.

Gilberto Ponce é um empresário de sucesso, sério, de visão, apaixonado pelo futebol e pelo Londrina e que precisa estar envolvido com o esporte, para o bem do futebol do norte do Paraná.

Ao meu ver, Ponce parece ter feito as escolhas erradas quando "desistiu" do Londrina e criou o Cincão Esporte Clube. Futebol é muito caro, e o fardo de sustentar o novo clube sozinho ficou pesado demais.

Ponce se aliou a outro grande empresário, Sérgio Kowalski, e criaram o Apucarana Sports, no lugar do Roma. Kowalski se afastou da direção, por motivos pessoais, e a responsabilidade recaiu novamente toda sobre Ponce, que agora busca outros apoios.

E vale lembrar que Gilberto Ponce foi candidato a presidente do Londrina em 2009 e tinha ótimas chances de ganhar a eleição, que foi cancelada pela Justiça do Trabalho, para posteriormente decretar a intervenção judicial, que salvou o Londrina da extinção.

Ponce saiu chateado da eleição que não aconteceu e decidiu deixar o Lec e partir para um projeto próprio. Talvez tenha se precipitado.

Com um pouco mais de paciência, poderia ter participado de todo o processo de reestruturação do alviceleste e estaria envolvido com o clube do seu coração até hoje.

Como amigo particular e admirador do seu trabalho, torço para que Ponce tenha sucesso nesta empreitada em Apucarana, mas desejo também que um dia ele possa voltar a fazer parte da vida alviceleste.
< 1 | 2 | 3 | 4 | 5 >
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social-Jornalismo e Administração-Marketing. Repórter Esportivo da Rádio Paiquerê AM desde 1997. Repórter também da Folha de Londrina. Participou de coberturas esportivas nacionais e internacionais como Copa do Mundo, Olimpíadas e Copa América. Twitter: @Luciobortoti



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
PUBLICIDADE