Blog do Lucio Flávio - Lucio Flávio
19/12/2014 - 11:53
  RSS  
Em entrevista a Rádio Paiquerê, o experiente lateral esquerdo Lino, 37 anos, admitiu que a possibilidade é grande de jogar no Londrina em 2015.

O gestor do clube, Sérgio Malucelli, informou que o atleta já está acertado e se apresenta em 5 de janeiro. O bom relacionamento entre os dois pode ajudar na negociação.

Lino jogou no Iraty em 2001, onde conheceu Malucelli. O lateral jogou por duas vezes no São Paulo (2001 e 2004) e ainda passou por Fluminense, Bahia, Figueirense e Juventude.

Nos últimos nove anos atuou fora do país e brilhou no Porto de Portugal e no PAOK da Grécia. Paulistano, Lino mora em Curitiba desde 2011, de onde é a família da sua esposa.
18/12/2014 - 09:55
  RSS  
O laudo de Prevenção e Combate de Incêndio do estádio do Café, elaborado pelo Corpo de Bombeiros, foi renovado com restrições até 15 de novembro de 2015.

O documento limita a capacidade do estádio a 31 mil torcedores por falta de segurança. De acordo com o CB, o Café poderia receber 36.056 pessoas se todos os quesitos de segurança estivessem adequados.

O estádio comportaria 28.056 torcedores na arquibancada e mais 8 mil nas cadeiras cativas. Com este laudo restritivo não pode receber mais do que 25 mil na arquibancada e 6 mil na parte coberta.

O principal problema apontado pelo Corpo de Bombeiros é em relação as saídas de emergência. O Café possui apenas três, o que não permite um público maior do que o recomendado.

Segundo o CB, as portas e portões não abrem no sentido do fluxo e precisariam, no caso das situadas no setor das cativas, abrirem no sentido de fuga. "Os portões precisam ficar abertos durantes os eventos", determina o Corpo de Bombeiros no laudo. O estádio também não possui plano para situações de abandono/evacuação de torcedores.

Há deficiência também na sinalização das saídas de emergência. O laudo aponta que elas existem apenas nas extremidades das rotas de fuga na arquibancada e cativas e que precisariam ser instaladas também nos pontos intermediários das arquibancadas.

O documento é taxativo: "As saídas de emergência não atendem as normas em caso de lotação acima de 31 mil torcedores".

O Blog procurou a Fundação de Esportes de Londrina e o Corpo de Bombeiros, mas foi informado que o responsável pelos laudos do Café está em férias, assim como o responsável do Corpo de Bombeiros pela confecção do documento. As duas entidades informaram que nenhuma outra pessoa poderia comentar o assunto.
17/12/2014 - 10:45
  RSS  
Campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2012, Tite ganhará um prêmio milionário para repetir os feitos no Corinthians.

O contrato de três anos do técnico prevê um bônus de R$ 3 milhões caso ele leve o time alvinegro ao bicampeonato da Libertadores. Um novo título do Mundial de Clubes também engordará a conta de Tite: o Corinthians prometeu pagar mais R$ 5 milhões pelo tri.

Os valores dessas premiações não mudaram muito do que Tite tinha direito pelas conquistas em 2012. O técnico, por sinal, só recebeu o pagamento dos bônus da Libertadores e do Mundial em 2014.

O contrato de Tite também dá direito a premiações por metas mais modestas. A classificação para fases finais das competições vão gerar mais bônus.

Fonte: Painel FC - Folha de São Paulo
16/12/2014 - 11:11
  RSS  
O Londrina foi denunciado mais uma vez pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da CBF pela confusão na partida contra o Brasil de Pelotas, no dia 1º de novembro, no estádio do Café.

O Lec foi denunciado nos artigos 213 (arremesso de objeto) e 191 (dar condição legal de jogo) por um princípio de incêndio no lado oposto dos vestiários. Se punido, o Londrina pode ser multado em até R$ 100 mil. Dificilmente vai perder mais mandos de campo. O caso será apreciado pela 4ª Comissão Disciplinar.

O lateral Diego Prates foi denunciado no artigo 254-A (agressão física) e pode ser punido com a suspensão de 4 a 12 partidas.

Foram denunciados ainda o ex-gerente de futebol, Alex Brasil, nos artigos 254-A, 257 (provocar rixa) e 258 (incitar o ódio e a violência) e o massagista Chimbica, nos artigos 254-A e 257.

Em relação ao recurso do clube no Pleno do STJD, sobre as perdas dos quatro mandos de jogos na primeira denúncia, o pedido não entrou na pauta do último julgamento do Pleno marcado para esta quinta-feira.

Com isso, o recurso será julgado apenas na volta das reuniões do Pleno, em fevereiro de 2015. Diante deste quadro, o Londrina, provavelmente, vai cumprir a penas nos jogos da Copa do Brasil, se o recurso não foi apreciado antes do início da competição.
16/12/2014 - 10:11
  RSS  
Há muito tempo que o futebol brasileiro não é feito apenas dos clubes tradicionais, de torcida, de história, de títulos.

Os clubes de "empresários" crescem em uma velocidade assustadora e já passou, infelizmente, a ser comum as notícias de mudança de cidades, de nomes, de cores, de donos.

Não há mais a preocupação em se fixar em um local e criar raízes ali. O que manda é o mercado. Vai para onde há a melhor oferta, ou imagina-se que seja a melhor.

Reportagem da Tribuna do Norte desta terça-feira revela que o empresário Gilberto Ponce, presidente do Apucarana Sports, pode deixar a Cidade Alta se não houver apoio do empresariado local.

Ponce revela ainda que já recebeu oferta para transferir o time para Arapongas! Cidade onde o empresário Adir Leme da Silva pediu licença de um ano na Federação Paranaense, alegando que não havia ajuda dos empresários locais com o clube de futebol. O Arapongas assim abriu mão da vaga na primeira divisão do Paranaense.

Gilberto Ponce é um empresário de sucesso, sério, de visão, apaixonado pelo futebol e pelo Londrina e que precisa estar envolvido com o esporte, para o bem do futebol do norte do Paraná.

Ao meu ver, Ponce parece ter feito as escolhas erradas quando "desistiu" do Londrina e criou o Cincão Esporte Clube. Futebol é muito caro, e o fardo de sustentar o novo clube sozinho ficou pesado demais.

Ponce se aliou a outro grande empresário, Sérgio Kowalski, e criaram o Apucarana Sports, no lugar do Roma. Kowalski se afastou da direção, por motivos pessoais, e a responsabilidade recaiu novamente toda sobre Ponce, que agora busca outros apoios.

E vale lembrar que Gilberto Ponce foi candidato a presidente do Londrina em 2009 e tinha ótimas chances de ganhar a eleição, que foi cancelada pela Justiça do Trabalho, para posteriormente decretar a intervenção judicial, que salvou o Londrina da extinção.

Ponce saiu chateado da eleição que não aconteceu e decidiu deixar o Lec e partir para um projeto próprio. Talvez tenha se precipitado.

Com um pouco mais de paciência, poderia ter participado de todo o processo de reestruturação do alviceleste e estaria envolvido com o clube do seu coração até hoje.

Como amigo particular e admirador do seu trabalho, torço para que Ponce tenha sucesso nesta empreitada em Apucarana, mas desejo também que um dia ele possa voltar a fazer parte da vida alviceleste.
15/12/2014 - 15:36
  RSS  
O Londrina conhece nesta terça-feira o seu adversário na primeira fase da Copa do Brasil 2015. E necessariamente ele será um clube que jogou a série A do Brasileiro este ano.

O sorteio acontece a partir das 11h na sede da CBF. Os 80 clubes que vão jogar as primeiras fases foram divididos em dois blocos, que por sua vez foram divididos em quatro grupos de 10 equipes, de acordo com o Ranking Nacional de Clubes.

O Londrina ficou no grupo E e o cruzamento será contra as equipes que estão no grupo A, que é formado por Flamengo, Grêmio, Santos, Palmeiras, Coritiba, Atlético-PR, Botafogo, Vasco, Goiás e Bahia.

A Copa do Brasil começa em 25 de fevereiro e se estende até 21 de novembro.
15/12/2014 - 10:03
  RSS  
O ano de 2014 foi trágico para o São Paulo no aspecto financeiro. O clube acumula R$ 98 milhões de prejuízo — foram R$ 248 milhões de receita e R$ 346 milhões de despesas.

Detalhe: o orçamento aprovado pelo Conselho Deliberativo previa R$ 309 milhões de faturamento e R$ 309 milhões de gastos para a temporada.

A situação é tão caótica que a diretoria tricolor solicitará em reunião nesta segunda-feira, no Morumbi, uma suplementação orçamentária, a fim de diminuir o rombo nas contas.

O problema é que vários grupos de oposição se mobilizaram nos últimos dias para recusar a suplementação, assim como o orçamento de 2015.

E os números também são assustadores. A previsão de receita para o próximo ano é de R$ 284 milhões, exatos R$ 25 milhões a menos do que o imaginado em 2014.

O Departamento de Orçamento e Controle do São Paulo ainda calcula que as despesas serão de R$ 336 milhões, R$ 27 milhões a mais na comparação com este ano. Ou seja, a própria projeção do clube é de um déficit de R$ 52 milhões para 2015.

Fonte: Blog do Jorge Nicola - Diário SP
12/12/2014 - 10:01
  RSS  
Titular em boa parte da campanha que levou a Ponte Preta de volta a série A do Campeonato Brasileiro, o zagueiro Gilvan não interessa ao time paulista e já foi liberado pela diretoria da Macaca.

O jogador, que tem contrato com o Londrina, estava emprestado ao clube de Campinas até o fim da série B. Ao não ser que surja uma ótima proposta de uma negociação definitiva, o zagueiro vai voltar a vestir a camisa alviceleste em 2015.

Com a volta de Gilvan, acredito eu, o Lec não teria necessidade de contratar um outro zagueiro para o próximo ano. O setor defensivo estará muito bem servido com Dirceu, Silvio e Gilvan, além dos meninos que vieram da base: Marcondes, Dipão e Matheus.
11/12/2014 - 10:46
  RSS  
Depois do Arapongas, agora foi a vez do Junior Team Futebol pedir licença de um ano junto a Federação Paranaense de Futebol (FPF).

O clube, que tem sede em Londrina, solicitou a licença na última segunda-feira e a FPF oficializou o pedido na quarta-feira.

Com isso, abre-se uma vaga na Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense, e a Federação já convocou o terceiro colocado na terceira divisão deste ano, no caso a Associação Atlética Batel, de Guarapuava.

A FPF marcou para o dia 15 a reunião arbitral da Divisão de Acesso e dez clubes estão convocados para participar. Resta saber se até lá mais algum clube vai pedir licença.

O último que sair apague a luz e feche a porta. Pobre futebol do Paraná!
09/12/2014 - 10:45
  RSS  
A vaga na série C do Campeonato Brasileiro e a boa campanha na Copa do Brasil fizeram com que o Londrina subisse 39 posições no Ranking Nacional de Clubes divulgado pela CBF, após o término da temporada 2014.

O Lec aparece na 68ª posição, com 1.151 pontos. No ano passado, o alviceleste ocupava a 107ª colocação, com 459 pontos. O Londrina é o quarto clube paranaense mais bem colocado.

O Atlético é o 10º, com 12.524 pontos, seguido de Coritiba (14º), com 11.036 e Paraná Clube (31º), com 5.090.

O líder do ranking é o bicampeão brasileiro Cruzeiro, com 15.328 pontos, seguido por Corinthians, Flamengo, Grêmio e Santos.

Entre as federações, a paranaense continua sendo a quinta colocada atrás de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

A diferença para a Federação Catarinense, sexta colocada, é de apenas 676 pontos. Com o andar da carruagem, o Paraná deve perder a quinta colocação ao longo de 2015.
< 1 | 2 | 3 | 4 | 5 >
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social-Jornalismo e Administração-Marketing. Repórter Esportivo da Rádio Paiquerê AM desde 1997. Repórter também da Folha de Londrina. Participou de coberturas esportivas nacionais e internacionais como Copa do Mundo, Olimpíadas e Copa América. Twitter: @Luciobortoti



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
PUBLICIDADE