Bonde - O Maior Portal do Paraná
Quinta-feira, 24 de Julho de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
20º / 15º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook
Economia
02/01/2012 -- 16h31

Energia de Itaipu poderia suprir o planeta por 43 horas

Redação Bonde com assessoria de imprensa
QR:
 

A usina de Itaipu deve fechar 2011 com a produção de 92.245.539 MWh, 7% a mais que em 2010, quando gerou um total de 85,97 milhões de MWh. Essa é a quarta maior marca já atingida pela Binacional, também responsável pelo recorde histórico mundial em 2008, quando produziu um total de 94,6 milhões de MWh.

Para se ter uma dimensão do volume gerado este ano pela maior usina do planeta em produção de energia, os 92.230.000 MWh seriam suficientes para suprir todo o consumo de energia elétrica do mundo por aproximadamente 43 horas; 2,5% do atual consumo anual de energia elétrica da China; 2,3% da atual demanda de energia elétrica dos Estados Unidos; 12,7% do atual consumo anual de energia elétrica da Índia ou 9% do atual consumo anual de energia elétrica do Japão.

Empreendimento do Brasil e do Paraguai, a usina de Itaipu gerou em 2011 energia suficiente para suprir o atual consumo de energia elétrica de Portugal por um ano e nove meses; da Alemanha por dois meses; da França por dois meses e oito dias; do Reino Unido por três meses e da Espanha por quatro meses.

Em termos de América do Sul, a quantidade total de energia produzida por Itaipu em 2011 supriria o atual consumo de energia elétrica da Argentina por dez meses e, do Paraguai, por oito anos e seis meses. Os 92.230.000 MWh atenderiam ainda a demanda do Chile por um ano e oito meses e, da Venezuela, por um ano. E ainda por dois meses e 18 dias de toda a América-Latina, excluindo o Brasil.

A produção de Itaipu atenderia a demanda de energia elétrica do Brasil inteiro por dois meses e 18 dias ou ainda de toda a região Sul por um ano e três meses e da região Sudeste por cinco meses. Os 92.230.000 MWh seriam suficientes para atender o consumo de energia elétrica do estado de São Paulo por nove meses, de toda a capital paulista por três anos e três meses e da cidade de Campinas por 31 anos e três meses.

Com essa produção, os paranaenses teriam luz em casa por três anos e seis meses. Vinte cidades do tamanho da grande Curitiba, 143 cidades do porte de Cascavel e 74 cidades como Londrina ou 199 cidades como Foz do Iguaçu teriam energia elétrica por um ano inteiro.

Produção de Itaipu

Itaipu bateu recorde mundial de geração de energia em 2008, com um total de 94,6 milhões de MWh. A segunda melhor marca foi em 2000, quando a Binacional gerou 93.427.598 MWh. O terceiro melhor desempenho foi em 2006, com 92.690 MWh.

É bom lembrar que a energia anual prevista no projeto de Itaipu é em torno de 75 milhões MWh/ano. Um teto que foi rompido ainda em 1995, com a produção de 77,2 milhões MWh.

Depois disso, Itaipu sempre gerou acima desse volume. Na maioria dos anos, muito acima. A média de geração dos últimos cinco anos, por exemplo, é de 91,1 milhões MWh. Um desempenho sem igual no setor elétrico mundial.

Mesmo com a expansão do parque energético brasileiro, com a construção de novas hidrelétricas e a utilização de fontes alternativas de energia, Itaipu continua sendo vital para o Brasil e Paraguai.

Com potência instalada de 14 mil megawatts (MW), a usina foi responsável em 2010 pelo fornecimento de 16,4% da energia consumida no Brasil e pelo abastecimento de 71,3% do consumo paraguaio.
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 23/07/2014 23:29
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE