23/09/17
33º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
17/07/2017 16:43
Medida

PR: Ministério da Saúde garante R$ 42,5 milhões para ampliar atendimento

O Ministério da Saúde está destinando R$ 42,5 milhões para qualificar e ampliar o atendimento na atenção básica e na rede de urgência e emergência no estado do Paraná. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (17) pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros. A medida é resultado da economia obtida nesta gestão, que tem permitido reverter os recursos integralmente aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O novo recurso possibilitará o custeio de novos serviços na Atenção Básica. Também foram anunciados aproximadamente R$ 19 milhões para renovação e ampliação da frota do SAMU 192.

"Estamos reforçando o atendimento na Atenção Básica no Paraná com esses novos recursos liberados para o estado. Aproximadamente 80% dos problemas de saúde podem ser resolvidos na Atenção Básica, sem que o paciente necessite ser encaminhado para unidades de urgência e emergência, onde os procedimentos são mais caros. O objetivo é ampliar a rede da Atenção Básica em todo o país visando melhorar e qualificar o atendimento à população", destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante o anúncio.

Do total de recursos liberados, R$ 23,5 milhões são para reforçar os serviços na Atenção Básica. Ao todo, 88 municípios serão beneficiados com a garantia do credenciamento de serviços com documentação regularizada e que aguardavam habilitação. O reforço financeiro assegurará o custeio de 348 agentes comunitários de saúde, 99 novas equipes de Saúde da Família, 78 novas equipes de Saúde Bucal, 29 Núcleos de Apoio à Saúde da Família e duas novas equipes de Saúde Prisional.


Para ampliar o atendimento na urgência e emergência no Paraná, também serão doadas 106 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192). Deste total, 62 serão para renovar a frota e substituir veículos com mais de cinco anos de uso. As outras 44, são novos veículos para ampliação do serviço. Em todo país, serão 1.098 ambulâncias para renovação da frota e 402 para expansão do atendimento.

Ações de gestão – A eficiência de R$ 3,5 bilhões no primeiro ano de gestão, com a melhoria da administração, foi obtida com uma redução média de 20% nos 873 contratos e convênios do Ministério da Saúde. Entre os acordos renegociados, estão 364 contratos de compra de medicamentos, vacinas e outros insumos de saúde, 49 de informática, 111 de serviços gerais e 349 de prestação de serviços. O valor equivale a uma economia de R$ 9,6 milhões por dia.
Redação Bonde com Agência Saúde
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
9
Continue Lendo
PUBLICIDADE