Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Catedral Metropolitana
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Condenados

Assaltantes da Catedral vão cumprir pena no semiaberto

29 jan 2019 às 07:50
Continua depois da publicidade

Os irmãos Luiz Leandro Correa, 36 anos, e Luiz André Correa, 18, vão cumprir a pena de roubo agravado no regime semiaberto. Foi o que decidiu a juíza substituta da 5ª Vara Criminal, Deborah Penna, no último dia 21 deste mês. Ela condenou a dupla pelo assalto praticado na manhã de 13 de agosto de 2018 na Catedral Metropolitana de Londrina, região central. De acordo com a Polícia Militar, eles, armados com um revólver e um simulacro, anunciaram o roubo quando a igreja havia acabado de abrir, pouco depois das 7h, e levaram cerca de 15 funcionários para uma sala no piso superior.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Quando se preparavam para levar mais de R$ 18 mil do dízimo dos fiéis, os Correa foram surpreendidos por policiais que chegaram a tempo. Eles terminaram presos e permaneceram assim até a condenação em primeira instância. Durante audiência de instrução realizada em dezembro no Fórum Criminal, os ladrões confessaram o crime, mas negaram que vasculharam a rotina do centro religioso antes do roubo.

Continua depois da publicidade


Conforme a decisão, Luiz Leandro foi condenado a cinco anos, três meses e 26 dias, enquanto Luiz André foi sentenciado a quatro anos, sete meses e três dias. Para a magistrada, o fato dos criminosos não terem roubado o dinheiro dos católicos não atenua a condenação dos réus. "Nesse sentido, os acusados somente não lograram êxito em subtrair o dinheiro que havia sido recolhido à título de dízimo, por circunstâncias alheias às suas vontades, vale dizer, a eficaz intervenção da Polícia Militar. Todavia, o delito chegou muito próximo à consumação, não havendo, portanto, o que se falar em redução além do mínimo legal", escreveu.

O advogado de defesa Giovani Fiorentini adiantou que irá recorrer da sentença, que classificou como "muita severa".


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade