Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Cláudio Tedeschi, o presidente pensador

01 jul 2016 às 14:46
Continua depois da publicidade


O novo presidente da Acil, Cláudio Tedeschi, é um colecionador de pensamentos. Atento leitor dos clássicos, o empresário reconhece a importância da cultura no desenvolvimento da cidade, da região e do país. Uma dos pensamentos que ele sempre cita é do economista e professor José Monir Nasser (1956-2013), seu grande amigo e fomentador do empreendedorismo cívico: "Uma sociedade não pode ficar rica antes de ser inteligente".

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Valter Orsi, que encerrou sua segunda gestão à frente da Acil, tem o perfil de um homem de ação; Tedeschi pode ser definido como um homem de reflexão. No entanto, o novo presidente da entidade põe o sentido prático como elemento essencial de qualquer pensamento. "Tudo que pode ser sonhado também pode ser realizado", dizia Walt Disney, em outra máxima que Tedeschi conserva em sua coleção. O pensador Tedeschi, a exemplo de seu amigo Orsi, é também um fazedor. Uma dupla que se complementa.

Continua depois da publicidade


Experiência e currículo não faltam a Cláudio Tedeschi: empresário da construção civil, ele foi fundador e segundo presidente do Sinduscon Norte; presidente da Adetec; presidente da Codel; e presidente do Fórum Desenvolve Londrina. Formado em engenharia pela Escola Politécnica da USP, nos anos 80, Tedeschi não é apenas um leitor de livros, mas também um homem conhecido pelas habilidades da conversação. "Se você lê os antigos gregos, percebe que a essência humana continua sendo a mesma. Tentamos ser dignos das nossas experiências e dificuldades e utilizar da melhor forma o livre-arbítrio que nos foi dado por Deus."


Certamente, o mandato de Tedeschi será marcado pelo desafio de superar a crise econômica, política e cultural em que o país está mergulhado. "Há um lado positivo na crise. Pela primeira vez, o Brasil está repensando seriamente a sua organização social, política e econômica. Mesmo os setores mais refratários à livre iniciativa estão mais abertos ao diálogo. As pessoas estão ampliando seu horizonte intelectual." Pouco a pouco, o Brasil deixa de ser aquele país em que — como dizia Millôr Fernandes — "as ideologias vêm morar quando ficam bem velhinhas".

Continua depois da publicidade


Cláudio Tedeschi é um líder 100% livre da linguagem politicamente correta. O que ele tem a dizer, diz na lata. Suas principais críticas se dirigem à burocracia governamental, ao Estado brasileiro paquidérmico — criadouro da corrupção — e à alta carga tributária. "Além disso, nossa legislação trabalhista é arcaica, com forte viés ideológico de luta de classes. E a previdência divide os brasileiros entre cidadãos de primeira e segunda classe."


Apreciador da literatura e da música, o novo presidente da Acil quer marcar os eventos da entidade com apresentações de artistas locais. Um de seus sonhos é transformar o centro de Londrina em um espaço cultural permanente. Difícil? "Se pode ser sonhado, pode ser realizado."


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade