Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade

OS HOMENS QUE PISARAM NA CAUDA DO TIGRE

24 dez 2015 às 20:26
Continua depois da publicidade

Em 1945, o japonês Akira Kurosawa ainda era um cineasta em construção. Apesar de já trabalhar com cinema há quase dez anos, sua estreia como diretor havia acontecido apenas dois anos antes, com A Saga do Judô. No ano seguinte dirigiu o drama A Mais Bela e logo depois mais dois, este Os Homens Que Pisaram na Cauda do Tigre e A Saga do Judô II. Adaptado pelo próprio Kurosawa de uma obra de 1840 do Kabuki, tradicional teatro nipônico, o filme é um dos mais curtos da carreira do diretor. Com apenas 58 minutos de duração, não chega a ser nem um longa, mas sim um média metragem. A história nos apresenta um samurai e seus guarda-costas. Eles precisam passar por uma barreira montada pelo Xogum da região. Vestidos como monges budistas, eles, a princípio, planejar atravessar o bloqueio pacificamente. Já aparecem nesta obra elementos que se tornariam recorrentes na carreira do diretor. Entre eles, a questão das aparências e das posturas adotadas pelas personagens. O mais interessante em assistir aos primeiros trabalhos de um cineasta que se tornou um mestre, é poder perceber o surgimento desta maestria ainda em estado bruto. E Os Homens Que Pisaram na Cauda do Tigre é Kurosawa em todos os seus fotogramas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

OS HOMENS QUE PISARAM NA CAUDA DO TIGRE (Tora No O Wo Fumu Otokotachi - Japão 1945). Direção: Akira Kurosawa. Elenco: Akitake Kono, Dekao Yoko, Denjiro Okochi, Hanshiro Iwai e Kenichi Enomoto. Duração: 58 minutos. Distribuição: Versátil.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade