Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Incubadora da UEL lança vertical voltada para o agronegócio na ExpoLondrina

31 mar 2017 às 10:14
Continua depois da publicidade

Incubadora da UEL lança vertical voltada para o agronegócio na ExpoLondrina

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Proposta é reunir todas as tecnologias das empresas incubadas que possam favorecer o setor agrícola.

Continua depois da publicidade


A combinação de agronegócio com tecnologia tem apresentado constantemente novas soluções para os produtores e, para fortalecer esse cenário, a Incubadora Internacional de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (Intuel) vai lançar a Vertical Agro no dia 04 de abril às 14hs na ExpoLondrina - Pavilhão Smart Agro,.


Composta por sete empresas de alto potencial inovador, que estão incubadas na Intuel, a proposta da Vertical é reunir todas as tecnologias que atendam o setor agrícola, consolidando o trabalho desses empreendedores e contribuindo para o acesso do produtor a esses projetos.


A Vertical Agro contará com as empresas Agribela, Agricom Sciense, EvolveTi, Rhizotech, Oyster, Agropixel e Acqua Conte. De acordo com Edson Miura, diretor da Agência da Inovação Tecnológica da UEL, órgão responsável pela incubadora, a criação da Vertical vai favorecer a interação do setor agrícola com o mercado tecnológico.

Continua depois da publicidade


"Um grupo de empresas como esse mostra que inovação e tecnologia podem ser aplicadas a qualquer área, de formas diferentes. O agronegócio tem um potencial gigante para abraçar essas empresas, essas startups têm potencial para mudar a realidade desse setor e diante disso, a Vertical surge para reforçar essa relação", afirma Miura.


Sócio da EvolveTI, Luis Guilherme Lira ressalta que valorizar a cadeia tecnológica do agronegócio paranaense é essencial para seu crescimento. "É de suma importância que o mercado interno respeite o potencial técnico e criativo das empresas nacionais e que as soluções para os problemas do agronegócio brasileiro se desenvolvam dentro do nosso território. A Vertical é uma sinalização de que somos competentes e capazes de fazer do Brasil o país com a agricultura mais inteligente do mundo", afirma o empreendedor.


Para a empreendedora Gabriela Vieira Silva, sócia da Agribela, o projeto traz representatividade para as empresas frente ao mercado e aos clientes. Já André Luis da Silva, da empresa Agricom Science, entende que a Vertical vai dar suporte para a evolução das empresas, promovendo não só a visibilidade, mas a interação e troca de experiência entre os empreendedores envolvidos.


Apesar de atuarem na mesma área, as empresas oferecem soluções diferentes, com propostas que podem atender do pequeno ao grande produtor. Todas os empreendimentos estarão expostos no estande da Intuel durante a ExpoLondrina.


Serviço:
Lançamento Vertical Agro
Data: 04 de abril de 2017
Hora: 14h
Local: Pavilhão Smart Agro – ExpoLondrina 2017


INTUEL


A Intuel faz parte da Agência de Inovação da UEL e tem como objetivo oferecer suporte para o desenvolvimento de empresas com potencial tecnológico. Além de estrutura física, a incubadora oferece cursos em áreas específicas, como gestão, financeiro e mercado. Atualmente ela conta com 13 empresas incubadas.


Empresas Vertical Agro


Agropixel: atuando com agropecuária e tecnologia da informação e comunicação (TIC), o objetivo da empresa é fornecer consultoria técnica e desenvolvimento de soluções práticas na prestação de serviços e gerenciamento de dados significativos para a agropecuária brasileira.
AcquaConte: atua na área de meio ambiente e tem como objetivo minimizar os efeitos das enchentes nas cidades. Tem como produto o Infiltrador Acqua Conte, que evita alagamentos e possibilita o reaproveitamento da água da chuva.
Rhizotech: vinculada com o núcleo de pesquisa em desenvolvimento e uso de biofertilizantes da Universidade Estadual de Londrina (UEL), a empresa atua no campo de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias que diminuam os custos de produção por parte dos agricultores e que reduzam os impactos ambientais associados ao uso de fertilizantes minerais industrializados.
Agricom Science: trabalha com tecnologia da informação e comunicação e tem como principal produto o software Syslaudo, voltado para a automatização de tarefas e criação de laudos de eficácia de produtos fitossanitários requeridos pelo Ministério da Agricultura.
Agribela: empresa voltada para o manejo integrado de pragas agrícolas, com foco para o controle biológico, visando aumento de produtividade, redução de custos e segurança alimentar para a população, através de uma agricultura social, econômica e ambientalmente equilibrada.


Oyster: empresa que desenvolve infraestrutura (IaaS) voltada para IoT (Internet das Coisas), visando conectar dispositivos e sensores à internet nas áreas Agro e Urbana. Tem como objetivo habilitar empresas de IoT a focar em seu negócio auxiliando na transmissão de dados e reduzindo assim a utilização de pontos de acesso por rede de telefonia móvel, levando a conectividade ao campo e à cidade.
EvolveTi: reúne as engenharias e a tecnologia da informação na construção de soluções e tem como principal produto o sistema SafeSeed, que consiste em uma estação metereológica portátil, integrada a uma plataforma online em que os dados são processados e transformados em informações que auxiliam e automatizam a tomada de decisão do agricultor

Bruna Ferrari
Assessoria de Comunicação
Agência de Inovação da Universidade Estadual de Londrina
(43) 3371-5812 - [email protected]


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade