Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Startups participam da fase tração, de programa do Sebrae/PR

19 jun 2017 às 16:59
Continua depois da publicidade

Startups participam da fase tração, de programa do Sebrae/PR

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Metodologia do Programa Startup do Sebrae tem como objetivo impulsionar o crescimento das startups selecionadas

Continua depois da publicidade


Onze startups de diferentes regiões do Paraná participaram, no último fim de semana, do primeiro encontro do Projeto Startup PR - Tração do Sebrae/PR, que incluiu workshops e uma visita técnica a uma startup referência, em Curitiba. Com duração de cinco meses, participam da iniciativa startups formalizadas, com CNPJ e operacionais, no comercializando seus produtos e serviços.


O diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini, diz que deposita grande confiança no projeto. "O Sebrae é parceiro das pequenas empresas inovadoras que buscam conhecimento técnico para se desenvolver. Contem com a nossa estrutura e suporte porque existe um oceano de oportunidades nesta área. Se de 200 startups, onze foram selecionadas para esta fase, já é uma condição extraordinária e mais que favorável para o crescimento. Podemos dizer que estão no caminho certo", pondera Agostini.

Continua depois da publicidade


O consultor Rafael Tortato, coordenador estadual do Programa Startup PR do Sebrae, explica que o conteúdo do trabalho visa identificar, trabalhar e desenvolver os indicadores de resultados das empresas para avaliar o desempenho e tracionar o crescimento. "As empresas que tiverem cumprido todas as etapas do projeto e participado efetivamente dos encontros terão mais base para apresentar seus resultados e negociar com futuros investidores que vão participar da fase final do projeto", afirma.


O formato dos eventos do Programa é um diferencial. "Não é apenas um curso de capacitação. O modelo dinâmico e prático, onde os participantes terão que cumprir as tarefas nas etapas do projeto e ter presença confirmada em todos os encontros. Sem isso, não estarão aptos a continuar", detalha Tortato, lembrando que a contrapartida dos empreendedores é o compromisso para melhorar a performance da empresa e chegar ao final do projeto com propostas de trabalho e de atuação bem estruturadas, bons indicadores de desempenho e aumento de receita.


A oportunidade de figurar entre os finalistas que estarão com os investidores no fim do ano anima o empresário de Londrina, Tony Philip Novaes, que é experiente no ramo de TI, mas novato em sua startup, aberta há seis meses. A Gelt Tecnologia atua com plataforma multifuncional para registro de ponto de funcionários. Atualmente, conta com dois sócios e quatro colaboradores, que têm em média 19 anos.


"A estrutura do evento foi completamente diferente de tudo que já participei no Sebrae. Uma dinâmica muito boa e impactante que gera reflexão e vontade de fazer. Fiquei animadíssimo e já cheguei mudando tudo aqui na empresa. A sugestão de olhar sua empresa de outra forma fez a diferença. Trabalhar e avaliar o perfil de cada um reavaliando valores, tarefas e funções foi um divisor de águas. Já cheguei fazendo teste de perfil com todo mundo", conta.


Já o empreendedor Leonardo Fávaro, da Farmin, de Dois Vizinhos, sudoeste do Estado, que atua no segmento de gestão pecuária móvel, está motivado com a possibilidade de vender mais e melhor no curto prazo. "Hoje nossa empresa mantém clientes em sete países, o que já sinaliza um bom resultado. Mas, ter a oportunidade de participar de um projeto que oferece uma proposta de trabalho personalizada, onde cada empresa terá seu momento nas consultorias e que ao final vai tracionar as vendas na velocidade que a gente precisa, faz toda a diferença. Isso confirma que não se trata de um projeto acadêmico, de crescimento orgânico. É um impulsionamento na medida certa para cada negócio", detalha.


Também participaram do evento startups das regiões de Cascavel, Ponta Grossa e Curitiba. Nas próximas etapas estão previstos outros workshops e visitas técnicas para reforçar conceitos de gestão, organização de time e rotina de trabalho, além de mentorias e envio de conteúdos à distância. A última etapa será uma apresentação das startups para banca de investidores.


Sobre o Sebrae/PR

O Sebrae/PR – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná, criado na década de 1970, é a instituição que mais entende de pequenos negócios e possui a maior rede de atendimento do País. No Estado, conta com 6 regionais, 13 escritórios, e chega aos 399 municípios por meio de Pontos de Atendimento, Salas do Empreendedor e parceiros locais, como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, consultorias, orientações, capacitações, treinamentos, projetos e programas. Soluções com foco em ambiente de negócios, educação empreendedora, empreendedorismo e gestão, alto potencial, potencialização, liderança e startups.


Continue lendo