Pesquisar

Canais

Serviços

Gustavo Carneiro _Grupo FOLHA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Rebateu ministro Queiroga

Belinati afirma que Londrina não exigirá atestado médico de crianças para vacina antiCovid

24 dez 2021 às 15:56
Continua depois da publicidade

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati postou mensagem nas redes sociais na tarde desta sexta-feira (24) em resposta ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que afirmou, na noite desta quinta-feira que a pasta irá autorizar a vacinação contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos, mas com prescrição médica e um “termo de consentimento livre esclarecido”.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Segundo o prefeito, em Londrina, se depender dele, não será exigido das crianças nem receita médica, nem assinatura de termo. "Essas exigências não têm base médica nenhuma. O mundo inteiro está vacinando. Facilitar a vacinação ao invés de atrapalhar é o certo a fazer...", escreveu o Belinati no twitter. 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou, em 16 de dezembro, o uso do imunizante da Pfizer em crianças da faixa etária no Brasil.


“O documento que vai ao ar recomenda a vacina da Pfizer. Nossa recomendação é que não seja aplicado de forma compulsória. Essa vacina estará vinculada a prescrição médica, e a recomendação obedece às orientações da Anvisa”, disse Queiroga


Leia mais na FOLHA: Secretário de saúde de Londrina diz que SUS não tem condições de oferecer médicos pediátras para todos para atestar vacinas

Continue lendo