Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Voo 447

Cada vez mais difícil de encotrar corpos ou destroços

Agência Brasil
20 jun 2009 às 19:59
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Apesar das condições meteorológicas favoráveis para a busca visual, os comandos da Marinha e da Aeronáutica informaram neste sábado (20) que não foram avistados corpos ou destroços do voo 447 da Air France. No vigésimo dia de buscas, a aeronave R-99, empregada na operação para varredura eletrônica de imagens, deixará de ser utilizada porque está bem delimitada a área de concentração de destroços. O R-99 voou mais de 100 horas e cumpriu um papel fundamental para a operação, sobretudo em sua fase inicial, segundo informações da Marinha e da Aeronáutica.

O navio-tanque Almirante Gastão Motta está em deslocamento para Recife levando um corpo e um saco de despojos, além de pequena quantidade de destroços e bagagens. A previsão de chegada ao Porto de Recife é na segunda-feira (22), às 10 horas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


O corpo e os despojos serão entregues a representantes da Polícia Federal e do Instituto Médico Legal de Pernambuco (IML). O material recolhido ficará à disposição do Bureau D´Enquêtes et D´Analises Pour la Securité de I´Aviation Civile (BEA), órgão francês responsável pelas investigações do acidente.

Leia mais:

Os irmãos Gregório (esq.), Élio (centro) e Custódia em um fim de ano em Criciúma (SC)
Ele pediu ajuda pelo Instagram

Após três dias sem notícia, moradora de Londrina consegue contato com irmão em abrigo no RS

Imagem de destaque
Provas mantidas no resto do Brasil

Concurso da Caixa Econômica é adiado no Rio Grande do Sul

Imagem de destaque
Risco de inundação

Guaíba pode receber volume de água equivalente ao de Itaipu em maio

Imagem de destaque
Somente casos excepcionais

PRF alerta para que população evite viagens desnecessárias ao Rio Grande do Sul

O navio de desembarque Doca Rio de Janeiro também já está na área de buscas.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade