Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Estrutura danificada pela água

Galerias se unem para fazer leilão beneficente pelo Museu de Arte do Rio Grande do Sul

Reportagem Local
24 jun 2024 às 11:00
- Gilson Camargo/Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Trinta galerias de arte de diversas cidaades do Brasil se unem em uma iniciativa beneficente em prol do principal museu do Rio Grande do Sul e um dos mais importantes do país: Margs - Museu de Arte do Rio Grande do Sul, que teve suas estruturas gravemente danificadas devido às enchentes que atingiram a capital gaúcha e outras cidades do estado. 


Será realizada uma exposição e um leilão para arrecadar recursos que serão integralmente destinados à AAMARGS (Associação dos Amigos do Museu de Arte do Rio Grande do Sul) para auxiliar na reconstrução do museu.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Com curadoria de Angélica de Moraes, a exposição recebe o nome “Margs urgente: Corpo e Alma” e reúne mais de 90 obras, em diversos formatos e técnicas artísticas, de 90 artistas que gentilmente aderiram à causa. A exposição está na Casa SP–Arte, em São Paulo (SP), e estará em cartaz até 20 de julho. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Temas sensíveis

Menor de 18 anos não pode decidir sobre aborto, casamento e transição de gênero no Brasil

Imagem de destaque
Com h1n1

Silvio Santos segue internado e está sendo medicado

Imagem de destaque
Saiba mais:

Aeroportos de BH e Florianópolis sofrem atrasos em voos após apagão cibernético

Imagem de destaque
Vem Que Tem

Globo compra formato de game show para Eliana apresentar na Black Friday


O leilão está marcado para 02 de julho (terça-feira), a partir das 20h30, de forma on-line, por meio da plataforma iArremate. As obras terão lance inicial de 30% do seu valor de mercado. Os trabalhos que, por ventura, não forem arrematados no leilão ainda poderão ser adquiridos até o fim da exposição na própria Casa SP–Arte.


“A inundação sem precedentes do Margs atingiu todo andar térreo, comprometendo a operação museológica, a conservação de obras e o funcionamento do seu prédio histórico. Neste momento, em que ainda contabilizamos os prejuízos e a extensão dos danos, ficamos gratos e honrados com a iniciativa e a disposição dessa rede de solidariedade pela pronta reação que traz, ao reconhecer a importância do Margs desde sua criação, em 1954, não apenas para o Rio Grande do Sul mas para o panorama dos museus brasileiros e de nossa história da arte”, afirmou Francisco Dalcol, diretor do museu.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Galerias fazem leilão beneficente pelo Museu de Arte do RS
Ação reúne 30 galerias e 90 artistas em uma exposição e um leilão on-line, recursos serão doados para auxiliar na reconstrução do museu alagado
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade