08/07/20
26º/16ºLONDRINA
Saiba mais

Manchas de óleo já atingem 494 localidades no NE e no ES

O número de praias, rios, ilhas e mangues atingidos por óleo chegou a 494, segundo balanço divulgado na segunda-feira (11) pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Ao todo, ao menos 111 municípios de todos os nove Estados do Nordeste e do Espírito Santo foram afetados por fragmentos ou manchas de petróleo cru desde 30 de agosto.

Adema/Governo de Sergipe
Adema/Governo de Sergipe


O balanço do Ibama também indica que apenas 195 das 494 localidades atingidas estão "limpas", isto é, sem vestígios ou manchas. Dentre as que ainda têm óleo, estão a Praia do Japaratinga e o Mangue da Foz do Rio Coruripe, em Alagoas, e a Ilha de Comandatuba e o Porto do Sauípe, na Bahia.

Por Estado, as 299 localidades ainda oleadas se distribuem da seguinte forma: Bahia (136), Sergipe (47), Alagoas (44), Pernambuco (26), Rio Grande do Norte (17), Espírito Santo (14), Ceará (9), Maranhão (3), Paraíba (1) e Piauí (2). O balanço do Ibama diverge do divulgado pela Marinha na mesma data, o qual aponta que "os Estados de CE, RN, PE, SE, PB, MA, PI, PA e AP estão com as praias limpas".

Em relação à fauna, ao menos 133 animais oleados foram identificados pelo Ibama. Os dados se referem especialmente a tartarugas marinhas (89) e aves (30). Nas redes sociais, a Fundação Mamíferos Aquáticos chegou a compartilhar imagens da recuperação de uma ave oleada encontrada em Maragogi (AL).

Na Praia do Janga, em Paulista (PE), o Estado chegou a encontrar algumas dezenas de peixes mortos junto a uma grande mancha em outubro. Além disso, o material já foi encontrado em regiões de corais.

Pesquisadores apontam que o petróleo também foi encontrado no organismo de animais diversas, como mariscos e peixes. Eles também ressaltam que o impacto ambiental do óleo pode persistir por décadas.

A primeira mancha de óleo foi oficialmente identificada em 30 de agosto, no município de Conde, na Paraíba. Quatro dias depois, o material foi encontrado no segundo Estado, Pernambuco, na Ilha de Itamaracá. Em 1º de outubro, a Bahia foi o nono e último Estado do Nordeste a receber óleo, com a primeira mancha identificada na Mata de São João. Por fim, fragmentos são encontrados no Espírito Santo desde 7 de novembro.

Ao todo, foram retiradas mais de 4,4 mil toneladas de petróleo e itens contaminadas com o óleo, tais como baldes e equipamentos de proteção.
Priscila Mengue - Agência Estado
Continue lendo
Reação à quarentena
Acil 'apressa' Estado e promete auditoria própria sobre números da covid em Londrina
08 JUL 2020 às 17h29
Criança tinha 6 anos
Homem é condenado a 17 anos de prisão por violentar enteada entre 2002 e 2007
08 JUL 2020 às 17h26
Prazo de 30 dias
ACESF notifica familiares interessados em realizar traslado de restos mortais
08 JUL 2020 às 17h14
Desmatamento
Governo tenta proibir queimadas na Amazônia por 120 dias
08 JUL 2020 às 16h33
Nova tendência
Drive-ins que exibem filmes piratas se multiplicam na quarentena em todo o país
08 JUL 2020 às 16h20
Após vários atrasos
Viaduto da Dez de Dezembro pode ser liberado em 15 dias
08 JUL 2020 às 16h02
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados