Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Após cirurgia

Morre, aos 84 anos, o economista Affonso Celso Pastore, que presidiu o BC nos anos 1980

Folhapress
21 fev 2024 às 10:46
- Marcos Oliveira/Agência Senado
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Morreu, nesta quarta-feira (21), o economista e ex-presidente do BC (Banco Central) Affonso Celso Pastore, aos 84 anos. Ele estava internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) no final de semana para uma cirurgia.


O velório será realizado no cemitério do Morumbi nesta tarde, entre 13h e 17h.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Bacharel e doutor em economia pela USP (Universidade de São Paulo), Pastore era um dos economistas mais respeitados do país. Atuou como professor de universidades de renome, como Insper e FGV (Fundação Getulio Vargas), além da faculdade que o formou economista.

Leia mais:

Imagem de destaque
Após postagens de Elon Musk

Liberdade de expressão não é liberdade de agressão, afirma Alexandre de Moraes

Imagem de destaque
Entenda

Justiça nega pedido de exumação e traslado do corpo de Gal Costa; advogadas do filho vão recorrer

Imagem de destaque
1.256 mortes pela doença

Brasil tem mais de 3 milhões de casos de dengue desde janeiro de 2024

Imagem de destaque
Entenda o caso!

Funcionária processa empresa por demissão, mas acaba pagando R$ 100 mil


Sua principal contribuição, porém, foi à frente do BC entre 1983 e 2985, o último presidente da autarquia do período da ditadura militar.


"Affonso faz parte de uma geração de acompanhava a pesquisa científica e buscava entender o que os dados tinham a dizer sobre a realidade. Seu trabalho mostrando que a agricultura respondia a preços como qualquer outro setor foi de enorme importânica. Depois migrou para a macroeconomia sempre com o mesmo cuidado de analisar os dados, algo que fez a vida toda. Affonso foi o cara mais ético dessa profissão. Correto com os fatos, com os dados, de uma integridade intelectual inacreditável", disse o economista Marcos Lisboa, colunista da Folha de S.Paulo.


Imagem
TSE multa Carla Zambelli em R$ 30 mil por fake contra Lula na eleição
O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu, nesta terça-feira (20), aplicar uma multa de R$ 30 mil à deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) por veicular propaganda irregular na internet durante as eleições de 2022.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade