Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Em oito anos

Pela primeira vez, Brasil não atinge meta de crianças no ensino fundamental

Isabela Palhares - Folhapress
22 mar 2024 às 12:20
- Sumuia Vilela / Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Pela primeira em oito anos, o Brasil não alcançou a meta de ter 95% das crianças e adolescentes de 6 a 14 anos matriculadas no ensino fundamental (do 1º ao 9º ano), etapa escolar adequada para essa faixa etária.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque

Pão é o novo vilão no trânsito? Saiba por que o bafômetro não pode ser driblado

Imagem de destaque
Denunciado pela esposa

Justiça dá prazo de 48h para que fundador da igreja Bola de Neve entregue arma

Imagem de destaque
Depoimento à polícia

'Quer também?', disse PM a outros atletas após atirar, segundo goleiro baleado

Imagem de destaque
Experimento

Exposição pré-natal ao canabidiol provoca mudanças cerebrais em camundongos

Segundo os dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) Educação, divulgada nesta sexta-feira (22) pelo IBGE, em 2023 o país tinha 94,6% da população dessa idade frequentando o ensino fundamental.

Publicidade


Esse é o menor percentual desde o início da série histórica da Pnad Educação, em 2016. O relatório da pesquisa aponta preocupação, já que houve queda de crianças matriculadas na etapa correta em todas as regiões do país, com exceção do norte.


"A análise da série desse indicador mostra que sua estimativa registrava percentual superior a 95% de 2016 até 2022, entretanto, com essa retração ao menor nível da série (em 2023), o indicador passou a ficar abaixo da meta preconizada pelo PNE [Plano Nacional de Educação]", diz o documento.

Publicidade


O maior percentual alcançado pelo país nesse indicador foi registrado em 2018, quando 97,4% das crianças e adolescentes dessa faixa etária estavam no ensino fundamental. A partir desse ano, a proporção começou a cair.


Outra pesquisa, publicada na última segunda-feira (18), já apontava para os problemas de frequência escolar nessa etapa educacional. Segundo um estudo feito pela Fundação Itaú, 48% dos estudantes brasileiros não conseguem terminar o ensino fundamental na idade certa, ou seja, até os 15 anos.

Publicidade


Eles não conseguem concluir a trajetória regular nessa etapa por sofrerem intercorrências como reprovação, evasão ou abandono escolar.


"O Censo Escolar 2023 nos trouxe algumas pistas dos problemas que estão ocorrendo nessa etapa de ensino. Durante a pandemia, a taxa de abandono escolar nos anos finais do ensino fundamental [do 6º ao 9º ano] cresceu e não melhorou no pós-pandemia", diz Jhonatan Almada, membro da Rede de Especialistas em Política Educativa da Unesco.


Ele destaca o aumento da população vivendo em situação de pobreza e miséria no Brasil, como um dos possíveis fatores para o abandono escolar. "A situação de extrema pobreza está relacionada ao trabalho infantil, que voltou a crescer no país. Precisamos de políticas multiarticuladas para manter essas crianças na escola."


Imagem
Com 89 mil estudantes do ensino médio elegíveis, Paraná adere ao programa Pé-de-Meia
O Paraná formalizou a adesão ao programa Pé-de-Meia, do Ministério da Educação, que prevê o pagamento de uma poupança aos estudantes que cursam o ensino médio. A estimativa é que mais de 89 mil alunos do Estado possam ser beneficiados com a medida.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade