Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Interior de SP

Rinha de galo rende multas de R$ 2 milhões

AE - Agencia Estado
19 jun 2012 às 10:00
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A polícia descobriu no último sábado (16), após uma denúncia anônima, uma rinha de galo em um sítio, em Hortolândia, no interior de São Paulo. Além da apreensão de 72 galos, sete pessoas foram levadas para a delegacia. Os suspeitos receberam mais de R$ 2 milhões em multas por maus-tratos a animais, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

As mais de 100 pessoas que estavam na rinha fugiram a pé ou de carro quando os policiais militares chegaram ao local. Segundo a SSP, uma delas chegou a cair de um telhado e foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Entre os 72 galos apreendidos, dois estavam na arena em combate no momento do flagrante.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As pessoas que estavam na rinha foram multadas por maus tratos em R$ 37 mil cada uma, somando R$ 2,405 milhões, segundo a SSP. Um dos responsáveis pela rinha disse que já tinha sido autuado pelo menos duas vezes por esse crime.

Leia mais:

Imagem de destaque
Durante sete anos

Pastor evangélico é preso suspeito de abusar de filhas gêmeas em Pernambuco

Imagem de destaque
Influenciada por alimentos e bebidas

Inflação cai para 0,21% em junho no Brasil, aponta IBGE

Imagem de destaque
Combate ao mosquito

Estratégia para combater Aedes com larvicida se torna política nacional

Imagem de destaque
Jogo simples custa R$ 5

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 9 milhões nesta quarta-feira


Dois adolescentes que foram levados à delegacia disseram que estavam apenas olhando a rinha e foram liberados. Foram apreendidos vários apetrechos que pertencem à rinha, como biqueiras de borracha, balanças e cronômetros. O dinheiro das apostas, R$ 6.240, também foi apreendido.

Foi registrado um boletim de crueldade contra animais. O proprietário foi designado como fiel depositário das aves, que foram recolhidas no dia seguinte, com a equipe de perícia técnica do Instituto de Criminalística, de acordo com a SSP.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade