Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Polícia Federal

Software aproxima retrato falado de fotografia

Agência Brasil
30 jun 2009 às 14:23
- Antonio Cruz/ABr
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Polícia Federal (PF) lançou nesta terça (30) o software Horus, programa que permite o desenvolvimento de retrato falado a partir de um banco de imagens digitais, coloridas e em alta resolução. O resultado é semelhante a uma fotografia. "O que a Polícia Federal fez foi aprimorar essa técnica dando maior nitidez e qualidade à imagem do retrato falado", afirmou o diretor-geral da PF, Luiz Fernando Corrêa, ao lançar o programa.

Segundo o papiloscopista policial federal Antonio Vantuir, a ideia é aproximar ao máximo a descrição feita pela testemunha das reais características do criminoso, para reduzir o número de suspeitos investigados. O software começou a ser desenvolvido em 2005 por três papiloscopistas da PF e um servidor administrativo do Instituto Nacional de Identificação (INI).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Além da investigação de criminosos, o retrato falado é usado na procura por pessoas desaparecidas. Em caso de crianças, imagens dos pais e de parentes também serão usadas na criação da imagem. O banco de dados utilizado no programa Horus reúne 4 mil imagens desenhadas com características da população brasileira. Os recursos de tonalização de pele, inserção de cicatrizes, marcas e rugas, projeção de envelhecimento e simulação de disfarces também foram aperfeiçoados.

Leia mais:

Imagem de destaque
Onda de frio

Saiba quais são as doenças respiratórias do outono e como se proteger

Imagem de destaque
Para aluguel

Com medo do futuro, geração Z começa a comprar imóveis

Imagem de destaque
Alerta

Desaparecimento de criança pode ser denunciado antes de 24h; saiba como

Imagem de destaque
64 desaparecidos

Defesa Civil confirma mais três mortes e tragédia no Rio Grande do Sul totaliza 165 óbitos

O novo sistema será disponibilizado, por meio de cooperação técnica, para as polícias civis estaduais interessadas. Inicialmente, 100 papiloscopistas policiais federais receberão treinamento para usar a nova ferramenta.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade