Pesquisar

Canais

Serviços

Ascom/Prefeitura de Nova Canaã
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Susto

Casa desaba em cidade da Bahia por causa das chuvas

Folhapress
29 dez 2021 às 16:07
Continua depois da publicidade

Uma casa desabou no município de Nova Canaã (a 496 km de Salvador) em razão das fortes chuvas que castigam a Bahia desde quinta-feira (23). Nas imagens que circulam nas redes sociais, é possível ver a casa ruir, enquanto vizinhos registram a cena e se perguntam se os moradores conseguiram escapar.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


"Meu Deus. Olha a situação. Deu tempo de o povo correr para os fundos?", questiona uma mulher. Apesar do susto, a família de quatro pessoas conseguiu sair ilesa do desabamento. Segundo a prefeitura, eles estão na casa de parentes e recebem acompanhamento psicológico.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Segundo o governo da Bahia, quem ficou sem casa em razão das chuvas está sendo encaminhado a abrigos temporários montados pelas prefeituras com o apoio do governo estadual.


Até a tarde desta terça-feira (28), a Bahia contabilizava 34.163 desabrigados e 42.929 desalojados, de acordo com dados enviados pelas prefeituras e tabulados pela Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil).


O número de municípios em situação de emergência já chega a 136. Segundo o governo, 471.786 pessoas já foram afetadas pelo desastre natural, e 21 morreram em decorrência dos temporais.

Continua depois da publicidade


A morte mais recente ocorreu na noite de segunda-feira (27), quando um rapaz, de 19 anos, tentou atravessar uma enxurrada em Ilhéus. Desde o início das chuvas foram registradas mortes em: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (2), Aurelino Leal (1) e Itabuna (2).


O governo federal já repassou R$ 20 milhões para ajudar as cidades destruídas pela força das águas. Segundo João Roma, ministro da Cidadania, foram enviados 90 médicos para as regiões.


Além das mortes e dos prejuízos à infraestrutura das cidades, os temporais destruíram estoques de vacina e medicamentos dos municípios. "Em alguns locais 100% de todo medicamento, de todas as vacinas, foram perdidos, porque algumas secretarias municipais de saúde, os depósitos e os medicamentos ficaram embaixo da água completamente. É o caso da cidade de Jucuruçu e outras localidades", afirmou Rui Costa (PT), governador da Bahia.


O presidente Jair Bolsonaro (PL) vem sendo criticado nas redes sociais por estar de folga em meio à tragédia na Bahia. Em passeio pela Praia do Forte, em São Francisco do Sul (SC), ele afirmou no fim da tarde de segunda-feira (27) que "espera não ter de retornar antes" do feriado de Réveillon no litoral catarinense.

Continue lendo