05/03/21
PUBLICIDADE
Está preparado?

Lideranças novas de caminhoneiros tentam emplacar greve

Gina Mardones - Arquivo FOLHA
Gina Mardones - Arquivo FOLHA


Caminhoneiros que se dizem pouco representados pelos líderes de paralisações anteriores estão à frente de movimento em redes sociais para convocar uma greve no dia 1º de fevereiro.


O CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas), criado em setembro, está promovendo o ato. O grupo criou uma interlocução entre caminhoneiros, associações, cooperativas e sindicatos, segundo o presidente Plínio Dias.

Ele afirma que o CNTRC está em processo de obtenção do CNPJ, que teria sido atrasado pela pandemia. Segundo Dias, a categoria reclama da política de reajustes do custo do combustível praticada pela Petrobras, que levou em conta preços do mercado internacional, e pede que o julgamento da tabela do frete seja retomado no Supremo Tribunal Federal.

José Roberto Stringasci, da ANTB (Associação Nacional de Transporte do Brasil), outra entidade à frente da campanha, diz que as lideranças que representavam a categoria em 2018 não trouxeram as respostas necessárias para o grupo.

Representantes dos caminhoneiros em paralisações anteriores estão divididos em relação à adesão da greve em fevereiro.

Wallace Landim, o Chorão da paralisação de 2018 e presidente da Abrava, afirma que ainda avalia se irá apoiar o movimento. Caminhoneiros do Porto de Santos se posicionaram em redes sociais contra os atos.

Para o caminhoneiro Salvador Edimilson Carneiro, conhecido como Dodô, a repercussão da convocação está grande, mas ele diz não ter certeza sobre a paralização diante das dificuldades de articulação nos grupos.

O Ministério da Infraestrutura diz que nenhum transportador pode falar em nome de todo o grupo e que as entidades que chamam a greve representam a opinião de seus dirigentes.

A pasta monitora os movimentos de caminhoneiros desde 2018, quando houve grande paralisação a partir de maio. A avaliação é que não há adesão para a paralisação do dia 1º de fevereiro.
Filipe Oliveira - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Nesta quinta

Acil reivindica reabertura imediata do comércio após encerramento do lockdown

04 MAR 2021 às 21h05
Nesta quinta

Justiça nega liminar e Câmara de Londrina pode votar decreto para acabar com 'lockdown'

04 MAR 2021 às 17h01
Transtorno

Prefeitura de Apucarana desmente fake news sobre "Programa Vale Mercado”

04 MAR 2021 às 16h26
Seis pessoas multadas

Quatro estabelecimentos são interditados por descumprimento ao decreto estadual em Londrina

04 MAR 2021 às 16h03
Lockdown no Paraná

Em terceiro dia de operação, Aifu vistoria 86 estabelecimentos em Maringá

04 MAR 2021 às 15h44
Iminência do colapso

Maringá decreta situação de emergência e restringe circulação até a próxima segunda (08)

04 MAR 2021 às 15h28
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados